Vídeos e Receitas de Sobremesas | I COULD KILL FOR DESSERT

Siga o ICKFD nas redes sociais

Me, Myself & Suggar

daninoce-milk

Danielle Noce

Horas de Cozinha: 127.908 and counting

Prato predileto: Arroz puro e quentinho.

Loucura Gastronômica: Pedalar 30km para comer a baguete da Du Pain et Des Idées.

receita-dani-noce-torta-capim-limao-chocolate-framboesa-detalhe-ickfd

Se você, assim como eu, tem seus vinte e poucos anos (quer dizer, agora já são 30), já se formou, cursou uma pós-graduação ou MBA; já fez curso de tudo quanto foi coisa – teatro, ballet, canto, doces, salgados… – e parou; já cursou umas quatro línguas, mas até hoje quando preenche formulários as únicas línguas fluentes são o português, o inglês e olha lá…, mas tem certeza de que dessa vez vai aprender a falar holandês; adora começar uma dieta, mas ama comer um cupcake no fim da tarde; compra 5 livros por semana, mas não chega nem a folheá-los; ama moda, mas se pudesse passaria 24×7 de camiseta e calcinha vendo TV e comendo brigadeiro de panela em casa; adora ir para a academia bater papo com a sua personal, mas odeia quando a sua maquiagem começa a borrar na esteira; queria muito reformar o lavabo, mas tem pavor só de pensar na sujeira e no tempo que pode levar; ama viajar, mas gostaria de poder levar 2 malas de 32kg na ida e voltar com pelo menos mais 3 (sem pagar o excesso); assina 10 revistas que vão se acumulando em pilhas por todos os lados, todos os meses, mas que você tem certeza que vai ler todas elas no próximo final de semana. E não pense que porque a sua melhor amiga está empregada naquela mega-firma e você está aí vendo TV, que a sua vida é melhor ou pior que a dela. As ansiedades são as mesmas e todas nós acabamos com as unhas das mãos de uma cor e as dos pés de outra. Ou seja, se você está mais perdida que cego em meio de tiroteio, se não sabe se casa ou se compra uma bicicleta, ou pior, se já casou e comprou a bicicleta e ainda não faz a menor ideia do que fazer nem com um e nem com o outro, então esse site é tão meu quanto seu. Sinta-se em casa para falarmos sobre tudo, com o compromisso de falarmos sobre o nada, para começar qualquer coisa com a pretensão de terminar coisa nenhuma, e para abandonar o barco a qualquer momento, sem a menor culpa.

O que a minha mãe gosta de dizer sobre mim:

  • Consultoria no Mesa e Cadeira para a Nestlé – Receitas e mídias digitais.
  • Consultoria e formulação de receitas para o Paribar.
  • O livro “Por Uma Vida Mais Doce” ganha o prêmio Gourmand (2015) brasileiro de melhor livro na categoria E03 – Pastries e Desserts e agora concorre ao prêmio Gourmand internacional na mesma categoria.
  • Apresentadora do Doce Cozinha de Dani Noce no FoodiesTV no Japão.
  • Colaboradora do programa Dia Dia, com Daniel Bork, na BAND – programa exibido toda quarta-feira
  • Apresentadora no canal Food Network Brasil com o programa I Could Kill For Dessert
  • Autora do livro Por Uma Vida Mais Doce – Editora Melhoramentos. Lançamento Novembro de 2014
  • Apresentadora do programa de culinária saudável no canal da Tastemade Brasil, entitulado Vamos Pra Cozinha
  • Apresentadora do programa A Doce Cozinha de Dani Noce no canal da Tastemade Brasil
  • Editora chefe e redatora do site I Could Kill For Dessert
  • Pós-graduada em Confeitaria e Panificação pela École Lenôtre com a maior menção da escola: “Trés Bien”
  • Produtora de conteúdo no canal DANIELLE NOCE www.youtube.com/nocedanielle
  • Criadora da série A+PEDIDA
  • Criadora e Diretora da série Ginger Mango
  • Criadora e apresentadora da sério O Bigode na Cozinha
  • Produtora e Diretora na empresa Enfim Filmes LTDA
  • Apresentadora do programa I COULD KILL FOR DESSERT no canal VH1 Brasil
  • It Girl da Revista GLOSS da Abril
  • Idealizadora, apresentadora e redatora do site e programa I COULD KILL FOR DESSERT
  • Formada em confeitaria pelo Centro Europeu – Curitiba
  • Cursou atuação para cinema, Studio Fátima Toledo – São Paulo
  • Já fez diversos cursos de confeitaria e panificação no SENAC, Wilma Kovesi, Flavio Federico, entre outros – São Paulo
  • Cursou atuação para teatro, INDAC – São Paulo
  • Pós-graduada em Gestão do Luxo, FAAP – São Paulo
  • Promoter do AMPgalaxy
  • Assistente de fotografia para Fernando Lousa e Zé Takahashi
  • Graduada em Desenho de Moda, FASM – São Paulo

Correspondentes e Colunistas

mari mori ickfd

Marina Mori

Horas de Cozinha: 8.720 and counting

Prato predileto: Batata. Frita, gratinada, no purê, batata em TUDO.

Loucura Gastronômica: Comer em três sorveterias diferentes no período de uma hora.

receitas-pascoa-ovo-chocolate-bolo-ickfd

Esses dias ouvi uma menina dizer que come o mais rápido possível, porque para ela a refeição é um tempo desperdiçado. Não é preciso imaginar minha expressão de choque. O momento de ficar em frente ao alimento com todo aquele aroma e expectativa é único, desde um simples lanche a um jantar requintado. Comer é bom. Comer é divino. E não é só por gostar disso que é importante. A alimentação é reflexo do que somos, não é?  Sendo assim, não há coisa melhor do que apreciar cada mordida de um pãozinho fresco, o aroma irresistível de um bolo sendo assado, a textura aveludada de uma torta de frutas…

Não lembro como aconteceu, nem quando. A questão é que desde que me conheço por gente sou apaixonada pela gastronomia. Antes de completar dez anos, ganhei da minha mãe um presente diferente do comum. A surpresa era um caderno de receitas todo bordado, herdado da minha avó. Lá fui eu, toda faceira, preencher minha nova relíquia com receitas de família e de livros antigos.

Sou formada em Jornalismo pela UFPR e, como quase todo mundo do círculo de humanas, adoro tudo relacionado às artes. Fui colunista de moda – outro assunto que adoro – do caderno jovem da Gazeta do Povo, o GAZ+, e jurada do Veja Comer & Beber Curitiba 2013/14.

Em 2011, conheci o ICKFD por acaso quando procurava a receita de cupcake de limão. Foi amor à primeira vista e sempre que precisava de um help na cozinha ou queria aprender novas dicas, lá ia eu. É uma honra poder trabalhar aqui, e espero que vocês gostem da minha colaboração vinda diretamente do sul do Brasil!

Mari é co-editora do ICKFD e escreve um pouco de tudo do que você lê por aqui ;D

Antonio

Antonio Nogueira

Horas de Cozinha: 31.300 and counting

Prato predileto: Gratinados com queijo, sorvetes e Canela!

Loucura Gastronômica: Entrar num empório, pegar um ingrediente e falar sozinho o que eu vou fazer com ele.

precificar-vender-doces-sob-encomenta-theglitterguide-detalhe

Olá! Me chamo Antonio Nogueira, sou pernambucano e da geração dos anos 80. Sou mais um cidadão de um mundo corrido onde todos precisam estar cada vez mais aptos às exigências dele. Formado em Relações Públicas, não tenho como negar uma de minhas maiores paixões, o ser humano.

Lembro-me bem, de quando eu era um meninote, de ao interior à casa de minha avó paterna (Olivia Nogueira), muitos primos, tios e claro, mesa farta, minha mãe também sempre foi muito habilidosa com comida. Umas das coisas mais marcantes nas minhas memórias são os aniversários, aqueles bolos, doces e gente querida, toda essa cerimônia à vida.

Devido às transferências do antigo emprego do meu pai, nós passamos por muitas mudanças de estados: Pernambuco, Ceará, Bahia, Sergipe e finalmente retornamos a Pernambuco. Lugares novos, culturas novas, pessoas novas sempre foram constantes em minha vida e, claro, sem esquecer da “panela velha”. Lembro-me bem de planejar e até desenhar em papel meus bolos de aniversário a lápis de cor, eu dizia: “Mãe eu quero que ele seja assim”. Eu devia ter uns 7 anos (mesma época em que ajudava minha mãe em alguns pré-preparos), não sei se já eram as Relações Públicas ou a Gastronomia me chamando. A verdade é que cresci interagindo com amigos e cozinhando.

Sempre ouvi das pessoas: “Por que você não faz gastronomia?” Eis que dei ouvidos e me dedico hoje nessa paixão antiga. Minha preferência pela área de pâtisserie (bolos, doces…) é inegável, bem como meus amores por pessoas, histórias, viagens, vanguarda e tradição. Pretendo sempre poder proporcionar às pessoas uma boa interação regada a conversas e comidas.

O ICKFD foi paixão à primeira view. Eu estava procurando uma receita de cheesecake e, para a minha felicidade, não foi só isso que encontrei! Um grande abraço para você, leitor, e para a Dani, representando toda essa equipe que Could Kill for Dessert!

Antonio Nogueira escreve sobre um pouco de tudo no ICKFD.

carol araujo ickfd

Carolina Almeida

Horas de Cozinha: 24.090 and counting

Prato predileto: Compota de goiaba da minha mãe com queijo meia cura.

Loucura Gastronômica: Gastar, com o marido, todo o dinheiro da lua de mel em restaurantes e degustações de vinhos no Chile!

harmonizacao-vinho-manjar-de-coco-ickfd-detalhe

Formada em Biologia, com mestrado e doutorado na área da saúde, sempre tive uma quedinha pela gastronomia. Isso porque minhas maiores e melhores lembranças da infância são na cozinha da minha avó, aprendendo o milagre de “derreter” o fermento biológico fresco com açúcar. Mas foi durante o doutorado que senti uma vontade crescente de fazer algo diferente. Meu primo, chef de cozinha e sommelier, me apresentou ao mundo dos vinhos, e assim passei a estudar sobre estes e suas harmonizações.

Certo dia, conheci os donos de uma Winestore, que me ensinaram muito e me apresentaram a vinhos fenomenais, e passamos vários momentos conversando e degustando. Com isso meu interesse foi crescendo, e devido ao meu tino de pesquisadora passei a estudar o assunto com muita dedicação, curiosidade e paixão. Incentivada pela formação em licenciatura, não suporto a ideia de guardar qualquer conhecimento para mim, então cá estou escrevendo sobre o assunto, aprendendo uma coisa nova a cada dia, e pretendendo despertar os enófilos que existem por aí e que ainda não se descobriram!

Carolina escreve dicas de harmonização de vinhos e sobremesas no ICKFD.

dani-lieuthier-caminho-do-cha-colaboradora-ickfd

Dani Lieuthier

Horas de Cozinha: 25.832 and counting

Prato predileto: um com bastante umami

Loucura Gastronômica: Viajar durante 9 meses por 3 continentes para pesquisar sobre chás

cha-branco-o-guia-5-foto-destaque-ickfd

Meu amor pelo chá começou lá atrás, em 2008, quando morei na França e me apaixonei por gastronomia. A descoberta da experiência de sabores e aromas como estilo de vida me pareceu tentadora.

E, por isso, deixei minha profissão como publicitária para me aventurar pelas cozinhas e restaurantes do Brasil e da Argentina. Em 2010, me formei como Chef de Confeitaria e Padaria, no Colegio de Cocineros Gato Dumas, em Buenos Aires. Mas não é um diploma que faz de alguém um bom chef ou sommelier. O meu maior mestre é a curiosidade.

Curiosidade essa que colocou um grande ponto de interrogação no meu caminho quando comecei a descobrir chás especiais. Em 2013, vendi tudo o que eu tinha e fui viajar pelo mundo por nove meses, com o único objetivo de pesquisar sobre chás. Morei em plantações de chá na China, na Turquia e na Tailândia. Visitei dezenas de plantações e casas de chá em Taiwan, no Marrocos, na Georgia, na França e na Inglaterra. Aprendi a plantar, a colher e a amar a natureza. Aprendi a degustar chá (tive 12 mestres de chá nesse caminho) e a perceber sabores e aromas com mais assertividade. Aprendi sobre o processamento de cada tipo de chá. E aprendi que amo aprender para depois poder ensinar.

Em 2014, meu blog sobre a viagem se transformou em uma marca de blends artesanais, a Caminho do Chá. Em 2015, a marca ganhou uma loja virtual (www.caminhodocha.com.br/loja) que entrega em todo o Brasil e uma casa de chás, em Curitiba. Em 2016, a casa ganhou uma escola de chás, o Instituto CHÁ (www.institutocha.com). Com muito orgulho e alegria, inaugurei o primeiro curso de Formação em Sommelier de Chá do Brasil. <3

A escola é itinerante. Hoje, viajo para aprender e viajo para ensinar. Temos turmas agendadas no Rio de Janeiro, em São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Florianópolis, Porto Alegre e Recife. E, em 2017, minha jornada pelo mundo dos chás vai continuar, dessa vez, pela Índia, Nepal e Sri Lanka.

É um caminho sem fim. Aprender no Oriente para ensinar no Ocidente. O chá é lindo e todo mundo de todo o mundo precisa saber.

Dani escreve sobre chás, de receitas a segredos, na coluna Sobre Chás, aqui no ICKFD.

juliano-lamur-casa-cafe-ickfd

Juliano Lamur

Horas de Cozinha: 9.992 and counting

Prato predileto: Existem muitos sabores de sorvete para eu escolher um só

Loucura Gastronômica: Desafiar a dose letal de cafeína

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Nascer no Brasil talvez tenha sido a parte mais importante da minha história com o café. Quando era criança, sempre via minha mãe tomar café puro, sem jamais pingar uma gotinha sequer de leite, e isso me fascinava. Olhar por cima da minha caneca de achocolatado e ver de longe aquela xícara repleta de uma bebida negra, amarga e misteriosa despertava em mim grande curiosidade. Imagino que essa memória de infância tenha afirmado um certo status de “bebida de pessoas adultas” que ocupou meu imaginário durante a adolescência e, claro, me afeiçoei inicialmente ao café mais por suas convenções sociais do que por gostar de seu sabor – que infelizmente eu achava horrível.

Só comecei a obter algum sucesso na jornada em busca de um café de sabor agradável quando a primeira cafeteria destinada exclusivamente a cafés especiais chegou a Curitiba, por volta de 2001. Pela primeira vez na vida provei uma xícara de espresso e gostei do sabor que senti. E quis repetir a dose. Várias vezes. No mesmo dia.

Dez anos mais tarde, em 2011, decidi conhecer mais do ofício de barista e me candidatar a uma vaga em um café mesmo sem saber muito bem o que estava fazendo. Desse café fui para outro, e conheci outras pessoas, e assim por diante. Em agosto de 2014 comecei meu próprio empreendimento em Curitiba chamado Arábica Simples, com a proposta de servir ao público cafés especiais filtrados individualmente, sempre fresquinhos, sempre de qualidade, sempre com dois minutinhos de conversa pra quem estiver disposto. No momento atendemos principalmente a eventos e festas com um pop-up, sem ponto fixo (ainda). (:

Músico de formação, atualmente divido meu tempo entre o café, a pesquisa (em cognição musical, uma paixão antiga) e as aulas de musicalização infantil (uma paixão recente). Espero ansioso pelo dia em que a ciência vá descobrir que todos os brasileiros possuem predisposição genética à cafeína. Acredito na existência de um ponto em que tudo se encontra.

Juliano escreve na coluna Café em Casa aqui no ICKFD.

flavia-guimaraes-ickfd

Flávia Guimarães

Horas de Cozinha: 132.400 and counting

Prato predileto: Batata, em qualquer versão! E sorvete!

Loucura Gastronômica: Gastar mais de 50% do salário em comida!


equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-detalhe

Designer, especializada em Marketing. Curitibana, residente em Lisboa.

Talvez entre os colaboradores do ICKFD eu seja a que tenha menos prática com as panelas. Não por falta de interesse, pois um dos cômodos da casa que sempre fiquei mais tempo foi na cozinha. A questão é que minha mãe cozinha muito bem e muito rápido, por isso sempre assumi o papel de auxiliar (aquela que mexe a comida na panela, que derrete a manteiga, corta alguma coisa…) e ouvia todas as dicas culinárias que ela me dava, mas fazer algo sozinha era quase impossível. Já na fase adulta fui me familiarizando mais com a prática, principalmente em reuniões com os amigos.

Resolvi morar sozinha e não teve jeito, o meu lado cozinheira despertou. Mas confesso que cozinhar porções individuais é um pouco “sem graça”.
Foi quando vim para Portugal que a minha vida de cozinheira mudou! Moro com meu namorado, que pensa em comida 24 horas por dia, e nada melhor que agradar quem a gente gosta com comidinhas preparadas com amor. Foi assim que eu entendi a minha mãe quando ela diz: “Eu gosto mesmo é de cozinhar para vocês e ouvir que gostaram do que preparei!” – fiz um trato e ele topou ser cobaia, até agora tem dado tudo certo! Eu também quase não aceito ajuda na cozinha, mas quando resolvemos preparar algo juntos, formamos uma ótima dupla!

Mas é claro que eu, como uma boa observadora do mundo, que gosta de sair para ver pessoas, analisar comportamentos e conhecer lugares, não serei cozinha full time. E é por este motivo que estou feliz em poder escrever aqui sobre os lugares que eu visitar e delícias que eu experimentar em Lisboa, outras cidades de Portugal e de repente outras cidades que eu irei visitar pela Europa.

Flávia escreve roteiros gastronômicos de Portugal.

Acho que dispenso facilmente qualquer prato salgado por uma boa sobremesa. Se elas envolverem sorvete ou Nutella, melhor ainda! Aliás, passei por um processo de forte identificação com o título desse blog! Sou louca por doces, mas eu provavelmente vou destoar dos outros colaboradores do ICKFD pela minha falta de prática com as panelas. Basicamente, eu consigo fazer doces simples (aka brigadeiro) em casos de necessidade urgente de açúcar. Continuando com o momento de sinceridade, melhor avisar que minha mãe também vai discordar terminantemente daquelas 3000 horas de cozinha que vocês estão vendo ali em cima!

Formada em administração de empresas pela FGV e tendo estudado fora do Brasil em algumas ocasiões, acabei me apaixonando pelo universo das viagens e intercâmbios. Sou autora do blog Mari and the City e colunista de alguns outros blogs/sites, onde compartilho achados e dicas de viagem das várias cidades em que estudei, morei ou simplesmente viajei. Entre elas, Paris ocupa um lugar muito especial. Claro que também acho incrível todo o universo gastronômico envolvendo a pâtisserie francesa! Pude também conhecer melhor as particularidades de várias outras cidades da Europa e vou adorar dividir tudo isso com vocês aqui.

Adoro explorar novidades pelo mundo e observar os aspectos culturais de novos lugares em que estou. Como a gastronomia é parte importante da cultura de cada país,  vou falar de curiosidades culinárias, lugares interessantes e restaurantes aqui no ICKFD. Espero que gostem da minha colaboração. Vocês encontram mais dicas lá no mariandthecity.com e nas minhas redes sociais. Se precisarem de alguma outra informação, é só entrar em contato comigo!

Mari dá dicas de roteiros gastronômicos ao redor do mundo, como Praga, Espanha e Rússia.

pati-bianco-frufruta-colaboradora-ickfd

Pati Bianco, do Frufruta

Horas de Cozinha: 8.530 and counting

Prato predileto: Sagu de uva da minha avó

Loucura Gastronômica: Comer um pote de pasta de amendoim de colher

vitamina-manga-sem-lactose-pati-bianco-frufruta-ickfd-detalhe

Me chamo Pati, sou designer e sempre fui boa de garfo. Meus pais nunca tiveram o hábito de cozinhar mas sempre gostei de observar quem manja da coisa a “orquestrar” aquela alquimia. Em 2014 descobri alergias tardias ao leite e ao ovo. Passado o desespero inicial, vi a retirada desses alimentos da minha rotina como uma oportunidade de mudança. Passei a pesquisar, experimentar novos sabores e acabei parando na cozinha. Me apaixonei pela culinária saudável e funcional, pela arte de substituir ingredientes e tornar as preparações mais inteligentes do ponto de vista nutricional.

Criei o meu blog, o Fru-fruta (www.frufruta.com.br), para ajudar quem tem restrições alimentares e inspirar quem procura opções para uma vida mais saudável. Sempre tento adicionar uma pitada de bom-humor e de design nas minhas receitas: seja em um texto divertido ou em uma fotografia bem feita. Sem radicalismos e com criatividade, a cozinha fica mais saborosa e leve (em todos os sentidos!), provando que comida saudável pode ser fácil, prática e muito saborosa.

Pati cria receitas deliciosas e funcionais para o ICKFD! Confira as novidades dela aqui.

andrea-postiga-colaboradora-ickfd

Andréa Postiga

Horas de Cozinha: 23.990 and counting

Prato predileto: Crèpe Suzette

Loucura Gastronômica: Visitar mais de 30 lugares em São Paulo em 4 dias

harmonizacao-vinho-strudel-ickfd

Nasci em uma família que sempre viveu ao redor da mesa! Aprendi com meus pais a fazer de cada refeição um programa. Minha mãe e minhas tias sempre me incentivaram a participar da vida na cozinha, mas foi morando sozinha e me deparando com a necessidade de cozinhar que descobri minha maior realização.

Morar na França foi um divisor de águas na minha vida. Sou advogada e estudei Ciências Políticas em Aix-en-Provence. Foi lá que aprendi não só a regular as relações entre os países, mas também a admirar a arte de cozinhar e tudo que existe em torno dela, especialmente o mundo do vinho!

Sempre mantive minhas atividades jurídicas, tentando conciliá-las com a cozinha. Fiz mestrado em direito internacional na área de indicações geográficas para trabalhar na área de vinhos e ficar mais perto da “enogastronomia”, mas coleciono alguns cursos de cozinha na França e no Brasil. Isso tudo, somado a horas de estudo e de ICKFD, resultou no AG Cuisine (www.agcuisine.com.br), blog criado com minha amiga Greice, onde compartilhamos todas as nossas “histórias gatronômicas”.

Conheci a Dani vendo os vlogs de Paris, e rolou uma identificação absurda e imediata! Agora estou de mudança para a França, onde vou dar continuidade aos estudos nesta área, e terei a honra de compartilhar com vocês cada segundo dessa experiência através do ICKFD!

Sejam bem-vindos ao mundo em que cozinhar é espalhar amor e harmonizar é acrescentar a cereja do bolo para que ele fique perfeito! Simples e leve, como a vida deve ser.

Andréa escreve dicas de harmonizações de vinho e sobremesas no ICKFD.

larissa-piazzi-colaboradora-ickfd

Larissa Piazzi Scholtz

Horas de Cozinha: 12.484 and counting

Prato predileto: Chocolate, Nutella e Brigadeiro

Loucura Gastronômica: Morder uma semente de cacau pra ver se tinha sabor de chocolate… não tinha!

cacau-fruta-chocolate-james-mollison-ickfd-detalhe

Minha experiência na cozinha começou quando eu era criança e com brigadeiro (quem não?). Na mesma época, a senhora que cuidava de mim, a Dona Laura, me ensinou a fazer pães e tortas. Pouco a pouco, meu amor pela confeitaria só aumentava.

Como também adoro escrever, me formei em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fiz mestrado também em jornalismo pela Florida International University (Miami, FL). Porém, em seguida comecei a trabalhar com confeitaria. Fiz cursos no ramo e me aventurei a abrir uma empresa de doces finos em Miami, a Made With Love Brigadeiro. Foi assim que entendi o que queria dizer “trabalhar com o que se ama”.

Atualmente, sou chocolatier e continuo me aperfeiçoando na arte do chocolate, desvendando inúmeros mistérios do ingrediente que mais me apaixona na confeitaria. Também sou autora do blog CacaoCrush (www.cacaocrush.com), onde conto minhas experiências na cozinha e o que de mais delicioso vejo por aí. Sempre acompanhei as dicas da Dani e estou muito feliz e lisonjeada de poder colaborar com o ICKFD. Fiquem à vontade para entrar em contato comigo, adoro trocar ideias. Um beijo e espero que vocês gostem das minhas aventuras achocolatadas!

Lari escreve dicas e segredos sobre chocolate aqui no ICKFD.

colaboradora-lele-gianetti-ickfd-ityourself

Lelê Gianetti, do It Yourself

Horas de Cozinha: Muitas! and counting

Prato predileto: Massa, risoto e chocolate

Loucura Gastronômica: Querer fazer toda receita agridoce!

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-lele-gianetti-lele-e-chocolate-doces-da-casa-mathilde-montagem-destaque-ickfd

Meu nome é Alessandra Fridrich Gianetti, paulistana, mas desde pequena todos da minha família me chamam de Lelê.

Como toda boa geminiana, sou super curiosa e sempre me interesso por (quase) tudo. Sou cirurgiã-dentista por formação, mas minha veia artística e inquietude intelectual nunca me deixaram permanecer apenas na odontologia.

A-M-O ler! De física quântica até revista de fofoca… qualquer leitura é comigo mesmo! Livros de culinárias sempre foram uma paixão na minha vida! Ficava horas folheando os livros da minha mãe quando era pequena. A cozinha sempre foi a parte central na minha casa. Minha mãe é uma cozinheira de mão cheia e sempre fez de tudo, o que me inspirou a seguir os mesmos passos, mas com uma diferença: minha mãe sempre segue as receitas à risca e eu amo inventar!

Seguindo todas essas minhas paixões, criei o It Yourself (www.ityourself.com.br) não só para falar de moda, mas sim para acrescentar informações diferenciadas e de qualidade, somar e interagir com o modo de vida das pessoas, compartilhar experiências e coisas legais e buscar a realização do meu sonho de vida!

Adoro coisas novas e desafios. Aqui, no ICKFD, escreverei sobre algo que eu acho incrível: DIY – Faça você mesmo!

Espero que gostem da minha participação e, para mais dicas e coisinhas legais, vocês podem ir lá no meu blog. Me sigam também nas redes sociais pra gente se conhecer melhor.

Lelê dá dicas de como criar objetos fofos e práticos para o dia a dia.

colaboradora-marcella-coser-ickfd

Marcella Coser

Horas de Cozinha: A lot and counting!

Prato predileto: Sorvete de Canela

Loucura Gastronômica: Comer todos os cheesecakes que encontrava durante meu intercâmbio nos EUA

Pouring milk in the glass on the background of nature.

Olá!

Meu nome é Marcella, tenho 24 anos e sou de Sorocaba, interior de São Paulo. Sou formada em química pela UFSCar e em técnica de alimentos pela ETEC Rubens de Faria. Trabalho há alguns anos na indústria de alimentos, onde já trabalhei com pesquisa e desenvolvimento e atualmente com Food Safety. Sempre fui apaixonada por experimentar coisas novas e entender como elas acontecem, ou seja, sempre fui muito curiosa. Isso me levou à química, já que ela está em todos os lugares e explica praticamente tudo! Desde pequena convivi com minha avó e minha mãe cozinhando comidas deliciosas, além dos doces e bolos incríveis! Como não me apaixonar?

Sou obcecada por leitura, inovação, animais, experimentação, meditação, fotografia e viagens, gosto de aproveitar cada do segundo do dia, afinal o tempo não para e muito menos volta, então deixar tarefas e oportunidades acumuladas no fundo da gaveta não é comigo.

Sou filha única mas cresci rodeada dos meus primos, tios e avós. Somos uma família substanciosa, falante e cheia de alegria! Conforme o tempo vai passando, coisas acontecem, planos, sonhos, viagens, pessoas passam pela minha vida, cada vez mais tenho consciência que o que me norteia são exatamente essas sensações, lembranças e principalmente o sentimento de gratidão a Deus por ter proporcionado tudo isso e pelo o que ainda está por vir. É o gás dessa fé em um amanhã melhor e mais leve que me faz querer ir em frente, buscar o novo e me jogar de cabeça quando as coisas parecem incertas. E foi justamente em um momento de incertezas que conheci o ICKFD e foi a maior alegria, da qual nasceu essa parceria. Em paralelo, criei um blog, o cellacoser.wordpress.com, porque não acredito no crescimento sozinho, acredito no compartilhamento de informações bacanas, confiáveis e interessantes. Por isso, compartilho informações sobre química em geral e nos alimentos, suas propriedades, fabricação e processamento, dicas de organização no dia a dia, falo sobre o processo de aprendizagem de línguas e também reviews de livros diversos!

Espero que você possa encontrar as informações e inspirações que precisa. Até logo!

Marcella escreve posts para a coluna Química na Cozinha aqui no ICKFD.

colaboradora-camila-narcizo-monteiro-sobre-nos-ickfd

Camila Narcizo Monteiro

Horas de Cozinha: 5.520 and counting

Prato predileto: Pamonha, suco, curau, fricassé, bala e sorvete de milho!

Loucura Gastronômica: Acordar às 5h da manhã para cozinhar Pretzels

palito-de-brownie-sorvete-leite-ninho-ickfd-camila-monteiro-detalhe

Quando iniciei minha paixão? Não sei ao certo, mas aos 16 anos, na fase decisória profissional que ficamos entre o “incerto e o incerto” é que senti uma grande curiosidade sobre gastronomia e não posso eximir o fato de que sou aficionada por doces, pode ser de qualquer forma, textura, mistura, abrange qualquer categoria, desde os vendidos em banquinhas ( o de amendoim é o meu favorito) até as sobremesas bem elaboradas (as com contraste quente e frio são as minhas preferidas)e isso, é claro, me deu um empurrãozinho.

Fiz um curso de confeitaria que estabeleceu de fato o divisor de águas na minha vida. Então, tive certeza que era o que queria profissionalmente, aventurei-me em pedir estágio em vários lugares logo após o curso, queria vivenciar mais, boa foi a surpresa  quando recebi a proposta do  proprietário do New York café ( um café conceituado aqui em Curitiba), de que se suporta-se o tranco de servir todas as sobremesas do jantar do dia dos namorados, estava contratada como estagiária.

Não foi fácil, mas amei o desafio.Não demorei muito para passar a confeiteira chefe do café, foram 2 anos surpreendentes. Porque saí? Senti que o que eu tinha que ter aprendido já havia assimilado perfeitamente, já estava estagnada, precisava seguir adiante com meus conhecimentos, foi necessário me desligar, apesar da forte ligação.

Durante este período,  conheci e me tornei seguidora do ICKFD ( pura inspiração!), fiz alguns cursos de aperfeiçoamento na Escola do Laurent Suaudeau em São Paulo, iniciei o curso de gastronomia na PUC-PR, tranquei (porque não era o que eu esperava).

Atualmente, com 20 aninhos (prestes a fazer 21) curso marketing na Unicuritiba (quase acabando, ufa), forneço doces para o café Expresso Curitiba e sou sócia proprietária da marca Bocós Fun Shop, local que comercializa alguns dos produtos que desenvolvi.

Enfim, comer me faz feliz! Participar como colaboradora do ICKFD é tornar realidade dois sonhos:

  1. Poder passar a outras pessoas meus conhecimentos de confeitaria e compartilhar essa felicidade.
  2. Fazer parte, com profissionalismo, de algo em que acredito.

Camila escreve receitas maravilhosas para o seu dia-a-dia ficar ainda melhor aqui no ICKFD.