julianolamur-cafeemcasa016-moka-monampersand-metodos-de-extracao-cafe-ickfd

Olá!

Este é o terceiro post da série sobre métodos de extração do café, e como já falamos  por aqui de dois métodos super populares (Melitta e French Press) escolhi falar hoje de uma simpática cafeteira praticamente obrigatória em todas as cozinhas italianas.

A Moka, ou cafeteira italiana, costuma utilizar uma concentração alta de café, que é extraído rapidamente com a água em uma temperatura próxima da ebulição. Por conta disso é comum que produza uma bebida encorpada e com algum amargor, sendo difícil  (mas não impossível) preparar cafés mais complexos, de torra clara e acidez elevada nesse método.

julianolamur-cafeemcasa-moka-metodos-de-extracao-cafe-ickfdFonte: Femme-cafe.tumblr – foto de topo: monampersand.blogspot.fr

A Moka foi patenteada em 1933 por Alfonso Bialetti, e seu design e funcionalidade fizeram com que se tornasse um objeto de referência ao longo do tempo. Já foi exposta em vários museus e é considerada uma das maiores obras do design italiano de todos os tempos – e olha que eles inventaram nada menos do que a Ferrari, as roupas Armani e os sapatos Prada. Nesses 82 anos, praticamente nada mudou na cafeteirinha.

julianolamur-cafeemcasa016-moka-coffeeinthemountains.tumblr-metodos-de-extracao-cafe-ickfdFonte: coffeeinthemountains.tumblr.com

Como sempre, existem algumas variáveis no processo e cada pessoa possui sua receita preferida. Aqui compartilho a minha, que faço com base no guia da Illy.

Proporção: Aproximadamente 76 gramas de café por litro de água (1 parte de café para 13 de água). Isso significa, por exemplo, que para 220 ml de água você deve utilizar 17g de café. Na prática, costuma-se encher a parte de baixo da Moka com água até um pouquinho abaixo da válvula de segurança e colocar café no funil até que este esteja cheio.

Moagem do café: Fina, parecendo com sal de cozinha.

Modo de preparo:

1. Moa o café imediatamente antes de começar a preparar a bebida. Lembre-se de pesá-lo antes do preparo, para poder repetir ou corrigir sua receita numa próxima vez.

2. Encha o compartimento inferior da Moka com água fria até um pouco abaixo da válvula de segurança. Lembre-se de não cobrir a válvula. Recomenda-se o uso de uma água com baixo conteúdo mineral.

3. Coloque o café moído na parte do meio (filtro), que se parece com um funil. Recomenda-se não prensar o café para não dificultar a extração. Nivele o pó com a mão ou com uma colher e encaixe o filtro na parte de baixo.

4. Feche bem a Moka e coloque-a sobre o fogo, lembrando de manter o fogo baixo. Você pode deixar a tampa aberta nessa etapa, mas tome cuidado para não se queimar.

5. Quando o café começar a sair, feche a tampa. Espere alguns segundos e tire a cafeteira do fogo antes de ouvir um som que indica que o café está borbulhando. Seu café renderá um pouco menos, mas interromper a extração antes do fim pode deixá-lo menos amargo.

6. Sirva seu café e aproveite! Ah, mas não esqueça: você só deve abrir a cafeteira quando ela já estiver fria, ok?

Tempo de extração: por volta de 4:30 minutos (dependendo da temperatura inicial da água e da intensidade do fogo).

Processed with VSCOcam with hb2 presetFonte: instagram.com/arabicasimples

É importante dizer que o café feito na Moka não é o mesmo “café mocha” que muitas cafeterias servem por aí. O mocha, ou mocaccino, é uma bebida à base de espresso e leite vaporizado que contém chocolate. 🙂

O sabor típico da Moka tende a ser mais apreciado por pessoas que estão acostumadas com bebidas concentradas como o espresso. Os italianos idolatram. Eu gosto. E você?