Vídeos e Receitas de Sobremesas | I COULD KILL FOR DESSERT

Siga o ICKFD nas redes sociais

Doce de Abóbora em Calda

Publicado em: 17/06/2017 - 16:11 | Atualizada em: 17/06/2017 - 16:17
Doce de Abóbora em Calda

Doce de abóbora é unanimidade aqui em casa e também tradição. O responsável por transformar uma abóbora em inteira em cubos simétricos que se desmancham na boca à primeira mordida é o meu pai, Marlos. Com uma paciência de sábio, ele passa horas mexendo o tacho (porque aqui em casa um doce de compota nunca vem em quantidades menores do que uns 20 vidros), atento a cada detalhe.

Toda a dedicação e experiência (ele faz esse doce há uns 40 anos, no mínimo) podem ser saboreadas em um único cubinho. A casquinha firme e quase translúcida protege o recheio cremoso, que fica úmido por causa da calda. O resultado é surpreendente todas as vezes em que uma nova leva fica pronta: é quase como se cada cubo guardasse uma porção daqueles doces cremosos de abóbora, sabe?

Experimente servir essa compota bem geladinha e acompanhada de uma porção de creme de leite (ou sorvete de creme, se você estiver se sentindo aventureiro). Será inesquecível.

Food Styling e Fotografia: Marina Mori

Ingredientes
  • 2 quilos de ABÓBORA SECA descascada e limpa (de preferência o pescoço, pois não é tão fibroso)
  • 1,5 quilos de AÇÚCAR CRISTAL
  • 1 colher de sobremesa de CRAVO DA ÍNDIA
  • 2 colheres de sopa de CAL VIRGEM (será usada para deixar as abóboras de molho e formar a casquinha)*

Modo de Preparo

PARTE 1 

  1. Corte a abóbora em cubos de 2 a 3 cm. Cubra-os com água e reserve.
  2. Ponha a cal em uma lata limpa (de leite em pó ou de pêssego em calda, por exemplo). Em seguida, ferva água suficiente para encher a lata e despeje sobre a cal (a mistura vai borbulhar bastante). Reserve até que esfrie completamente.
  3. Depois de fria, despeje a mistura de água e cal nas abóboras submersas.
  4. Misture tudo a cada 10 minutos durante 2 horas. Esse processo é essencial para formar a casquinha das abóboras.
  5. Escorra toda a água e lave bem os cubos de abóbora.
  6. Faça um pequeno furo em cada cubo de modo que ele transpasse até o outro lado.
  7. DICA: Nesta receita, foi utilizado um pedaço de madeira com um prego na ponta. Se você tiver um utensílio de cozinha que seja fino o suficiente, faça uso dele.

PARTE 2

  1. Em uma panela, cubra os cubos com água e leve ao fogo até ferver. Desligue o fogo quando, ao apertar os cubos, eles estão começando a amolecer.
  2. Escorra a água e lave três vezes. Escorra novamente.
  3. Junte a abóbora com o dobro de água que você utilizou para a primeira fervura.
  4. Adicione metade do açúcar e cozinhe por 2 horas em fogo baixo, mexendo de vez em quando.
  5. Deixe descansar por uma noite.
  6. No dia seguinte, adicione os cravos e o restante do açúcar e cozinhe por mais ou menos 2 horas.
  7. Para saber se o doce está pronto, os cubos devem estar macios por dentro e com a casquinha firme.
  8. DICA: A calda desse doce é um pouco menos densa do que a de figos ou pêssegos em calda.
  9. DICA 2: Se quiser armazenar o doce em vidros, envase fervendo e em seguida tampe apertando bem para vedar. 

Dicas

DICA: A cal virgem pode ser encontrada em lojas de confeitaria e também em lojas de materiais de construção (nesse caso, é difícil encontrar em pacotes pequenos...). CLIQUE AQUI para conferir lojas de confeitaria em todo o Brasil.

DURAÇÃO: Vedados, mais de um ano.

RENDIMENTO: Aproximadamente 6 vidros de conserva de 550g.