Vídeos e Receitas de Sobremesas | I COULD KILL FOR DESSERT

Siga o ICKFD nas redes sociais

Os sentidos e as combinações dos alimentos

Publicado em:

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-gcnreceitas-sorvete-com-bacon-ickfd

Fonte: GCN Receitas 

Olá pessoal!

Algum dia você já se deparou com algum prato ou sobremesa que levasse ingredientes completamente opostos e que para você jamais combinariam? Porém quando você prova é uma delícia? Bom, isso tem uma explicação muito interessante! E os nossos sentidos colaboram para que essa experiência sensorial exótica seja tão agradável.

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-bolinho-chocolate-com-bacon-ickfd

Fonte: Blog Scoopalicious

Enquanto o paladar só consegue distinguir 5 sabores: o doce, salgado, azedo (ou ácido), amargo e o umami (ele não tem um sabor definido e próprio, mas intensifica os outros sabores).

O olfato é capaz de identificar milhões de aromas, nossos olhos possuem em média 250 megapixels, isso sem falar do tato e audição. Nossos sentidos estão biologicamente interligados e são responsáveis pela formação do sabor no cérebro.

Todos sabem que basta estimular as papilas para o paladar entrar em ação, já o olfato identifica as partículas voláteis presentes no exterior e interior da nossa boca e envia essas informações para o cérebro. Mas, tudo começa com a visão, que ativa em nós o desejo ou a repulsa por algo. E quando o tato é estimulado nenhuma textura escapa. Por último, a audição só confirma a informação. Esse trabalho em equipe que os sentidos fazem é chamado de sensações trigeminais.

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-sentidos-ickfd

Fonte: Protectora

Para que nossos sentidos sejam estimulados positivamente, existe um estudo chamado Pareamento de Sabores que é realizado nos alimentos para avaliar se determinados componentes da receita, quando são unidos, vão resultar em um prato saboroso! Segundo um estudo publicado na Nature, a percepção dos sabores em combinações peculiares, depende ainda da temperatura e das cores do prato final.

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-waffles-ickfd

Food Styling: Danielle Noce

Foto: Paulo Cuenca

Portanto, o perfil da composição química dos ingredientes culinários é um ponto de partida natural para uma busca de princípios que podem nortear a nossa escolha de combinações de ingredientes aceitáveis. Existe um site chamado: Food Paring. Neste site, você consegue fazer o mapa de pareamento dos alimentos, é bem simples de usar e tem a versão gratuita. Veja um exemplo:

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-5-sentidos-food-pairing-morango-ickfd

Fonte: Food Pairing

Para chegar ao mapa, os cientistas estudam os compostos de cada alimento, e essa composição química é chamada de Food Network. Entretanto, mais importante do que criar essa sinergia ao juntar ingredientes diferentes a fim de intensificar ou criar sabores, o que parece influenciar no sabor final, é a forma como o prato é preparado e a quantidade usada de cada matéria-prima na receita.

Enfim, quanto mais compostos em comum dois ou mais ingredientes tiverem, mais irão harmonizar e agradar seus sentidos que vão processá-los como um conjunto.

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-hoje-para-jantar-manteiga-de-amendoim-ickfd

quimica-na-cozinha-os-sentidos-e-as-combinacoes-dos-alimentos-grilledshane-queijo-quente-ickfd

Fonte: Hoje para Jantar – Grilledshane

Espero que tenham gostado e até o próximo post!

Beijos.

Onde provar as melhores tapas em Barcelona

Publicado em:

Tapas do restaurante SuculentFonte: devourbarcelonafoodtours.com/

Barcelona é inquestionavelmente o destino mais popular da Espanha. A capital da Catalunha oferece uma combinação perfeita entre cultura e entretenimento. Ao mesmo tempo em que temos ótimos museus e as incomparáveis obras de Gaudí pela cidade, também temos praias e festas acontecendo por toda parte.

Entre uma parada e outra, você encontra uma série de bares e restaurantes que servem as famosas tapas. Para quem não está familiarizado com esta tradição espanhola,  elas são famosos aperitivos servidos nesses estabelecimentos enquanto os espanhóis bebem e jogam conversa fora.

Diz a lenda que elas eram servidas na Idade Média pelos donos das tavernas para que os clientes não ficassem muito bêbados depois de passar horas ingerindo vinho. Se no começo as tapas incluíam basicamente alimentos frios, como queijo e presunto, hoje em dia elas são bem diversificadas. Aliás, já viraram praticamente uma expressão cultural espanhola ligada à gastronomia.

A maioria dos bares de tapas têm ambientes bem informais e até meio tumultuados, mas são alguns dos principais pontos de encontro do país. Para entrar no clima do destino, veja onde provar as melhores tapas em Barcelona.

Tickets Bar

 Ele é um bar de tapas contemporâneo com ambiente colorido que remete a um mercado. Ele é assinado pelos chefs e irmãos Albert e Ferran Adrià. Tem excelentes opções de aperitivos e é um dos bares de tapas mais elogiados de Barcelona.

Restaurante Tickets entradaInfra estrutura e garçons do restaurante TicketsFontes: barcelona.com/ – hautedvie.com

Bar Mut 

 O Bar Mut é pequeno e, normalmente, bem lotado. As opções de tapas são sazonais, dependem dos ingredientes disponíveis da data em que você for ao local. Para saber o que eles têm de melhor no dia, nada como perguntar a opinião dos garçons. Um exemplo do menu de tapas é a barriga de atum marinada com molho de pinhões. 

Entrada Bar MutInfraestrutura do Bar Mut
Fontes: bcnfashionista.com – secretsofbarcelona.com

Mont Bar

 O cardápio do Mont Bar muda de acordo com a época do ano. Feitas com ingredientes locais e bem elaboradas, as tapas vão do mais tradicional até algumas opções mais criativas. O bar possui tapas como o croquete de presunto, com bolinhos de bacalhau aioli, com tinta de lula, sardinhas e manga.

Tapas de oliveira do Mont Bar

Infraestrutura Mont Bar Fontes: plateselector.com

Bar Cañete 

 Outro lugar bastante popular para comer tapas em Barcelona é o Bar Cañete. Ele não fica muito distante das Ramblas e oferece aperitivos bem tradicionais com os melhores ingredientes.

Tapas-Vogue Espanhola- Canete-ickfd

Tapas- Barcelona Navigator-Bar Canete-ickfdFontes: vogue.es/ –  barcelonanavigator.com

Suculent

 As especialidades do Suculent são mesmo os pratos da tradicional culinária mediterrânea e espanhola, mas o cardápio é bem variado. Localizado na animada Rambla del Raval, o proprietário do lugar é o chef Carles Abellán, que também tem outros estabelecimentos bem conhecidos em Barcelona, como o Comerç 24 e o Tapaç 24.

Entrada e Logotipo do Suculent

Infraestrutura do restaurante SuculentFontes: boop.pt/- lipstickvoice.com

8 receitas de bolo de banana que você precisa conhecer

Publicado em:

8-receitas-de-bolo-de-banana-que-vale-a-pena-conhecer-dani-noce-bolo-ickfdSe os minions estivessem em frente a tela do computador eles não resistiram a essas 8 receitas de bolos de banananana (como diriam os próprios)! Com diversas variações do clássico bolinho de banana, essa lista é perfeita para te transformar em um minion ou em um mestre na arte de receitas com banana! As sugestões deixam até a pessoa mais enjoada com frutas com água na boca. Garantia de felicidade na comilança!

Para um resultado sempre perfeito a cada bolo, é importante seguir algumas dicas importantes. CLIQUE AQUI para dar uma olhadinha no post Guia do Bolo Perfeito e aventure-se na cozinha ;D

 BOLO DE BANANA INVERTIDO

Esse bolo é daqueles clássicos que temos que fazer ao menos uma vez na vida, para deixar aquele aroma de banana pela casa. É fácil de fazer e faz a galera desconfiar que você se tornou um chef de mão cheia.

Receita completa

receita-bolo-invertido-banana-dani-noce-bolo-ickfd
***

BOLO DE BANANA COM NUTELLA

A combinação de chocolate, avelã e banana não tem para ninguém. Mais chocolatudo tá difícil! O nível de dificuldade é maior mas garantimos a facilidade para comê-lo rápidinho!

Receita completa

receita-bolo-banana-nutella-dani-noce-3***

BOLO DE BANANA DE LIQUIDIFICADOR

Bolo de banana com gotas de chocolate, quem não gosta de uma surpresa ao morder um doce? Neste, as gotinhas de chocolate são um plus a mais que vale a pena saborear!

Receita completa 

dani-noce-bolo-banana-liquidificador-chocolate-extra-2***

BOLO DE BANANA PUDDING BEM MOLHADINHO

A receita de Banana Pudding é para aqueles que querem mostrar a que vieram e que já tem estrada na cozinha. A massa feita de banana, recheio de banana pudding, caramelo e chantilly criam uma orquestra de sabores no paladar de qualquer um.

Receita completa

receita-dani-noce-bolo-banana-pudding-fleischmann-1***

BOLO CROCANTE DE BANANA E CHOCOLATE SEM GLÚTEN/LEITE

Croc, croc, croc nem onomatopéias podem descrever a delícia que é sentir essa crocância na sua boca. Para quem gosta de doces crocantes, facilidade e praticidade na hora de fazer doces esse bolo vai te encantar.

Receite completa

bolo-crocante-de-banana-chocolate-sem-gluten-lactose-mariana-muniz-ickfd***

BOLO DE BANANA CARAMELADA SEM GLÚTEN/LEITE

O bolo de banana foi feito para alegrar, mas a ideia de rodelas de banana caramelizadas não tem comparação. A receita, é mais uma da lista daquelas para fazer em um dia de chuva bem gostoso.

Receita completa

bolo-banana-mari-muniz-ickfd***

BOLO DE BANANA VEGANA

Tem sempre aquele amigo do grupo que mudou a dieta ou gostos mas os amigos continuam iguais. A solução é a banana vegana!

Receita completa

bolo-de-banana-vegan-ickfd2***

BANANA BREAD

Banana e Pão, se Deus existe, foi ele quem mandou fazer essa belezura. Por ser bem fácil de fazer, dá pra comer bastante e correr pra fazer mais! Só toma cuidado para não viciar… 

Receita completa

pao-banana-4***

BOLO DE CHOCOLATE COM BIOMASSA DE BANANA VERDE

Essa aqui até a Bela Gil faria! O bolo de chocolate com biomassa de banana verde poderia ser mais uma ideia da chef. Portanto, esse bolo fica como dica para você que gosta de fazer substituições de ingredientes para usar produtos mais saudáveis e nutritivos 😉

Receita completa

bolo-de-chocolate-com-biomassa-de-banana-verde***

E aí, qual a sua favorita?

Decoração de bolos com flores de verdade

Publicado em:

bolos-com-flores-ickfd-brides

Adicionar mais cor às suas criações gastronômicas é como um toque de luz. E se você acha que flores de verdade não combinam com comida, vem cá dar uma olhada nessas fotos. Um bolo de casamento, de aniversário ou de qualquer comemoração especial vai ficar ainda mais vibrante! No planejamento do seu bolo, dê preferência às flores comestíveis, mas atenção: elas precisam ser sempre orgânicas e tratadas com produtos naturais para evitar insetos e fungos.

No mercado, a variedade é grande e as que têm recebido atenção especial dos chefs são as minirrosas, a capuchinho e o amor-perfeito, que não só decoram bolos como também diferentes sobremesas e saladas. As espécies mais comuns na decoração de bolos são as rosas, orquídeas e margaridas, mas vai do seu gosto escolher as que vão completar a sua obra comestível.

Ah, sempre pergunte ao florista quais flores não causam nenhum problema, porque algumas espécies são tóxicas – jasmim e tulipas, por exemplo. Nesse post aqui você aprende um pouco mais sobre cada espécie. É importante lavar as hastes, folhas e pétalas das flores que serão colocadas sobre o bolo, pois podem conter pesticidas e alguns micróbios. Delicadamente, passe-as em água fria e deixe que sequem num papel toalha. Na hora de fazer o arranjo, evite deixar a flor em contato direto com o bolo – para isso, use aqueles papeis celofanes de forminhas de brigadeiro, sabe? É só fazer um furo no centro de um deles e passar o cabo da flor ali, depois cortar o papel de modo que ele não apareça na decoração.

Tá vendo esse bolo lindo logo abaixo? É o Bem Casado, feito com mousse de doce de leite e pão de ló! Essa decoração com as flores ficou lindona, né? Clique aqui para conferir a receita completa!

bolo bem casado 6

Para evitar que os caules entrem no bolo, existem alguns truques na hora de encaixar as flores. Veja qual você prefere:

  1. Se o bolo for grande, vale a pena investir em tubos finos (tipo tubos de ensaio, mesmo). Você vai colocar um pouquinho de água dentro de cada um e depois arrumar a flor ali dentro. Depois, basta encaixar o tubo no bolo de modo que a água não vaze na massa. A decoração vai ficar mais higiênica e as flores vão durar mais, já que estão em contato com água.
  2. Se o bolo for menor ou você não encontrar os tubos, encaixe cada caule num canudo plástico. O problema, aqui, é que as flores não vão estar na água. Portanto, deixe-as num copo com água dentro da geladeira até a hora de servir o bolo e só então prepare a decoração.
  3. Aqui é o mesmo esquema: deixe as flores em água na geladeira, já que a proteção delas será feita com uma camadinha de papel alumínio. Basta enrolar e proteger bem os caules e depois decorar o bolo.

Mas assim, ó… Vou te falar uma coisa. Se você quiser decorar seus bolos num estilo como esses daqui, basta se certificar de que as pétalas estejam bem limpas e depois arrumá-las como quiser sobre a cobertura. Já que são comestíveis e estão higienizadas, não vão matar ninguém ;D

bolo-com-flor-verdade-ickfd-design love fest bolo-flor-verdadeira-localmilk-ickfdbolo-com-flor-verdade-ickfd-klitzekleinesblog bolo-com-flor-verdade-ickfd-red velvetfotos: Design Love Fest, Klitsekleinesblog, Localmilk, Red Velvet, Brides.

Além das flores, como eu disse lá no começo do post, é um charme adicionar saladas e outros pratos com flores lindas e frescas. Aqui você aprende a receita de uma salada primavera e aqui de uma panna cotta com geleia de damascos. Sucesso total!

salada primavera 2fontes: Ehow/Escola de Bolo

O guia do bolo perfeito

Publicado em:

bolo-tres-chocolates-com-ameixa-danielle-noce-ickfd3

Bolo deve ser a primeira receita que alguém aprende quando começa a cozinhar doces. Talvez a vontade surja durante a espera para lamber a espátula lambuzada de massa crua, oferecida pela mamãe ou vovó, e esse desejo cresça junto com o bolo dentro do forno.

Bater os ovos com o açúcar, acrescentar a farinha e todos os outros ingredientes para que a massa se forme é mágico. Mas, infelizmente, não é só de mágica que nascem os doces mais bonitos e gostosos. Quando se trata de bolo, é preciso seguir uma receita confiável e entender alguns fatores fundamentais para que ele fique lindo, fofo e pronto para ser devorado.

Quem nunca sofreu por causa de um bolo embatumado? Chega disso! Fizemos um guia com passo a passo para que os seus bolos sejam um sucesso hoje e sempre. Vem cá:

DICAS BÁSICAS

  • Preaquecer o forno é o primeiro passo na hora de fazer um bolo, sempre. Forno frio não assa nada perfeitamente e, para crescer, a massa precisa de choque térmico. O tempo mínimo de preaquecimento é de 20 minutos, portanto não coloque a forma de bolo dentro do forno antes desse tempo. A temperatura média de cozimento de bolos é 180˚C, mas pode variar para um pouco menos ou mais, dependendo da receita;
  • Às vezes, a temperatura que o forno indica não está certa, sinal de que o seu forno precisa ser regulado. Para se certificar, coloque um termômetro de forno no centro dele e acenda em 200°C, por exemplo, como se fosse preaquecer. Se a temperatura indicada no termômetro estiver muito diferente da do forno, chame um técnico para resolver esse problema. Isso vale para todo mundo, principalmente se você fizer doces para encomendas.
  • Certifique-se de que os ingredientes estão em temperatura ambiente (considerada regular pelas condições normais de temperatura e pressão – CNTP), principalmente os ovos – se você não mora em um lugar muito quente, nem precisa guardá-los na geladeira (neste post tem uma explicação sobre o assunto). Algumas receitas específicas pedem ingredientes gelados, como o leite, mas isso não é muito comum;
  • Falando em ingredientes, o fermento deve estar fresco. Fique de olho na data de validade, mas se ainda estiver em dúvida, existe um método para saber se ele ainda está bom para ser usado: clique aqui para conferir;
  • O fermento é a última coisa a ser adicionada à massa. Ele não deve ser batido demais, portanto incorpore-o com delicadeza até ter certeza de que a mistura está homogênea;
  • Colocou o bolo dentro do forno? Ótimo – aguente firme e não abra a porta nos primeiros 20 minutos. O melhor segredo para um bolo assar lindamente é deixar que ele viva esse processo sozinho, feliz e quentinho lá dentro. Você consegue, eu sei disso!

bolo-sem-gluten-pera-calda-chocolate-sorvete-dani-noce-ickfd-farina-amendoa-17bolo-sem-gluten-pera-calda-chocolate-sorvete-dani-noce-ickfd-farina-amendoa-18

DÚVIDAS COMUNS

  • Toda vez que meu bolo assa, forma uma montanha e ele racha. Isso é ruim?

Alguns bolos possuem mais água e mais gordura e, consequentemente, são mais úmidos. Por isso, é normal que eles abram no topo enquanto assam e isso é um bom sinal, significa que ele deu certo!

A não ser que você esteja fazendo um pão de ló, que é um bolo mais seco, não tem sentido você querer que o seu bolo não abra em cima, pois isso significaria que ele deu errado, que solou e ficou duro.

Agora, se você quiser usar esse bolo para fazer um bolo recheado depois de pronto e para isso você precise dele completamente lisinho, a dica é cortar a parte de cima do seu bolo na horizontal com uma faca de pão e use apenas a base reta para montá-lo.

mini-naked-cake-de-chocolate-com-creme-de-nutella-bolo-pelado-ickfd-8

  • O que faço para meu bolo crescer?

Além das dicas básicas citadas acima, existe um fator fundamental para que o bolo cresça lindamente. Nunca bata a massa em excesso depois que você adicionar a farinha. Lembre-se de que é uma receita de bolo, não de pão, portanto o glúten não pode se desenvolver nessa massa. Ao bater demais essa proteína se torna elástica e o resultado é um bolo com aspecto “solado”.

A dica é incorporar a farinha apenas até que a massa se torne homogênea. No caso dos bolos sem glúten (clique aqui para conferir inúmeras receitas), não tem problema em bater a massa, já que a farinha utilizada nas receitas não contém a proteína ;D

bolo bem casado 5

  • Como deixar o bolo molhadinho?

Bolos que levam óleo ou leite na massa são, geralmente, mais molhadinhos, mas isso não significa que uma receita de bolo com manteiga e água não seja incrível também. Na verdade, o tempo certo dentro do forno é crucial. Espetou o palitinho no centro e ele saiu limpo? Ótimo! Desligue o forno e retire o bolo de lá, caso contrário a massa continuará assando no calor e ficará ressecada.

Se você quiser molhar o bolo com alguma calda depois de pronto, fique à vontade. Aliás, clique aqui para ver nossas diferentes receitas de caldas: tem de cereja, chocolate, maracujá e por aí vai!)

receita-bolo-tres-leches-dani-noce-ickfd2

  • Por que meu bolo de cenoura fica meio embatumado, parecendo cru?

Antes de mais nada, preste atenção nas quantidades de ingredientes. Uma cenoura média pode ser grande para mim e pequena demais para você, portanto a pesagem é fundamental para que uma receita seja sempre bem sucedida. Invista em uma balança digital (clique aqui para conferir alguns modelos) e você vai ver como vale a pena.

Outra coisa que pode parecer boba mas que sempre dá certo é colocar o palito bem no centro do bolo para ver se ele está completamente assado. Tem muita gente que espeta o canto mais próximo da abertura do forno e o palito sai limpo, então pensa que o bolo já assou. Os bolos sempre vão assar das bordas para o centro, por isso o palito deve ser inserido bem no centro.

receita-bolo-cenoura-chocolate-dani-noce-ickfd

  • Qual a dica para desenformar meus bolos?

Assim que retirar o bolo do forno, segure a ansiedade e e espere até que ele esfrie completamente para só então desenformá-lo. A não ser que a receita peça que você desenforme rapidamente, como alguns pães de ló, o melhor é tirar o bolo da forma quando frio. Ah, e é claro: a forma deve ter sido muito bem untada e enfarinhada (ou polvilhada com cacau, se for um bolo de chocolate) para te ajudar nesse processo, mas lembre-se de retirar os excessos do pó, porque isso pode acabar dificultando o desenformar.

Se você não puder usar manteiga para untar a forma e não quiser utilizar óleo, tem um ingrediente inusitado que substitui muito bem esses dois: cera de abelha em pasta ou em barra – é só derreter um pouco e pronto.

Outra dica preciosa é desenformar o bolo assim que ele estiver frio. Nada de deixá-lo a noite inteira dentro da forma, hein? Principalmente se o bolo for mais molhadinho, já que a umidade vai grudar na forma toda.

boloinvertidobanana

LISTA DE BOLOS QUE ILUSTRARAM O POST

Bolo Três Chocolates

Bolo de Chocolate com Pera sem glúten

Mini Naked Cake de Nutella

Bolo Bem Casado

Bolo Tres Leches

Bolo de Cenoura

Bolo Invertido de Banana

foto de destaque: Bojon Gourmet

Gostou das dicas? Se você tiver mais algumas para compartilhar conosco, não se acanhe! O importante é reunirmos conhecimentos e experiências para fazer com que nossas casas continuem com cheirinho de bolo durante muito tempo ;D