Vídeos e Receitas de Sobremesas | I COULD KILL FOR DESSERT

Siga o ICKFD nas redes sociais

Piola – Veg(etari)anos em SP

Publicado em:

Oi, gente! Fiquei um tempo ausente porque aconteceram VÁRIAS mudanças na minha vida. A primeira novidade é que aderi à dieta vegan! Além disso, saí do meu emprego fixo e decidi me entregar à fotografia, teatro, discotecagens, etc. Enfim, minha agenda bombou mais do que eu imaginava e acabei não dando conta de fazer tantas resenhas.

Mas estou de volta e hoje vou falar pra vocês do Piola da Al. Lorena, nos Jardins. Estive com a Dani Noce, o Paulo Cuenca e meu amigo Max, que também é vegano, conferindo o menu específico para vegans (A Dani e o Paulo puderam degustar o menu tradicional também).

piola-pizzaria-valentina-piras-ickfd2

O Piola é um ambiente que tem uma certa identidade visual que se repete em todas unidades, com uma luz baixa, colorida e muito agradável. O atendimento é ótimo e os drinks (hmmmm) também!

piola-pizzaria-valentina-piras-ickfd

Achei muito interessante que, mesmo o Piola sendo conhecido principalmente pelas pizzas, eles se preocuparam em colocar no cardápio mais do que apenas a pizza, vegana. Existe todo um cardápio com massas, saladas e a gerente Camila (super atenciosa, by the way), me garantiu que em breve sobremesas também!

piola-pizzaria-valentina-piras-ickfdpiola-pizzaria-valentina-piras-ickfd-vegan

A pizza que pedimos era meia Ortomisto e meia Tre Funghi. Como substituto do queijo, Mandiokejo.

Confesso que gostei da Ortomisto, mas a TRE FUNGHI ganhou me coração (até já voltei e pedi uma inteira de Tre Funghi nesse meio tempo e comi, nada mais, nada menos que SEIS PEDAÇOS. A massa é fininha, crocante e muito boa! Pelo fato de não ter queijo ficas ainda mais leve.

O preço não é o mais convidativo de todos, definitivamente mais caro que um disk pizza. Mas com certeza a qualidade também não é de disk pizza!

piola-pizzaria-valentina-piras-ickfd-pizza-vegana

Quem é vegan e quer fazer um jantar especial com alguém ou com a turma de amigos, pode optar pelo Piola, definitivamente.

Tem opção para todos e vale o investimento. Indicadíssimo!

Wagaya – Veg(etari)anos em SP

Publicado em:

wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd6

Quem virou vegetariano ou, especialmente, vegano depois de ter comido em restaurante japonês já deve ter sentido falta, né? Sempre tem peixe, cream cheese… os legumes são empanados em ovo… restam poucas opções. MAS esse mês descobri um restaurante japonês, o Wagaya, que trabalha com RODÍZIO VEGAN! Isso mesmo que você leu! Fui conferir de perto!

wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd8wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd9

Cheguei num dia chuvoso e com um ventinho chato, mas lá dentro já me acomodei no tatame e fui super bem recebida, os proprietários vieram me perguntar como eu tinha sabido de rodízio vegetariano e conversamos um pouco sobre o menu deles. Eles me disseram que decidiram substituir tudo e o cardápio vegetariano deles é, de fato, vegano!

Não usam ovos, cream cheese… o caldo é sempre de legumes, os cogumelos são refogados em azeite em vez de manteiga… enfim, vai que vai! É vegan! =)

Comecei com um temaki de shimeji, que estava ótimo. Depois, me levaram um prato com um empanado de berinjela com cogumelos e molho tarê por cima, absolutamente divino! Sem dúvida o prato mais gostoso.

wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfdwagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd4

O yakisoba também estava muito saboroso, só senti falta do macarrão um pouco tostadinho e crocante, como às vezes é feito em frigideira rs

wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd3wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd5

Tempurá, porção de shimeji… tudo muito bom. Eram tantas opções e obviamente não aguentei de tanto comer! O que eu achei bem interessante é que eles apresentam opções de sushis, hossomakis etc, com frutas.  Eu não sou uma pessoa que come frutas com facilidade (shame on you, Valentina), mas obviamente que quis experimentar e me surpreendi.

wagaya-comida-japonesa-vegan-sp-valentinapiras-ickfd7

Gostei muito da mistura com melancia, até por ser uma fruta mais neutra e com sabor suave!

Quem se sentir acanhado com a mistura pode ficar com os de pepino e shitake/shimeji :P

O ambiente é aconchegante e pra facilitar é DO LADO do metrô Vila Madalena!

O valor do rodízio é R$38 e dá pra sofrer de tanto comer, viu? rs

Quem preferir, pode pedir a la carte. Gostei muito!

https://www.facebook.com/Restaurante.Wagaya

Bella Paulista – Veg(etari)anos em SP

Publicado em:

bella-paulista-valentinapiras-ickfd.6

Gente, quem me segue no Instagram, sabe que eu sou louca pela Bella Paulista, né? Não tinha como não falar dessa padaria deliciosa e que para minha felicidade é 24h e ainda entrega em casa! Por ser uma padaria, quem é vegetariano se dá melhor que quem é vegano, mas ainda assim, o vegan tem opções!

Sempre estou por aqueles lados e acabo passando para tomar um sorvete ou comer um hambúrguer. Sim, eles também têm hambúrguer vegetariano e, como vocês sabem, eu sou maníaca por hambúrgueres!

bella-paulista-valentinapiras-ickfd.2bella-paulista-hamburguer-vegetariano-valentinapiras-ickfd.3

O meu preferido é o X-Salada vegetariano (quem for vegan pode ficar com o que seria o X-salada vegetariano, sem o queijo nem a maionese). Gosto muito da textura da massa do hambúrguer e da maionese deles, e a salada é bem servida também!

O lugar é uma padaria, então tem váaaaarias opções vegetarianas e, além disso, eles têm um buffet gigante, com sopas, pães e doces que fica até as 4am. O único porém é que eles estão seeeempre lotados  e muitas vezes tem espera para pegar mesa.

bella-paulista-valentinapiras-ickfd.4

Dessa vez, resolvi experimentar um café chamado Allegria Della Bella, que leva nada mais nada menos que um shot de espresso, leite condensado e chantilly!

bella-paulista-valentinapiras-ickfd

E depois, pra finalizar, tomei uma bola de um sorvete que (até onde eu sei) só eles fazem e é maravilhoso: o de Tapioca! Uma delícia! Os sorvetes são realmente muito bons (mas nenhum deles é vegan, infelizmente).

bella-paulista-sorvete-tapioca-valentinapiras-ickfd.5bella-paulista-sorvete-tapioca-valentinapiras-ickfd.7

Quem não quiser entrar na padaria, eles têm uma parte da sorveteria virada diretamente pra rua.

Saí rolando da Bella Paulista, que fica na Haddock Lobo, 354.

Os preços não são baixos mas é tudo muuuito gostoso!

Sorvete 1 sabor R$9,20

X-Salada Vegetariano R$19,50

Allegria Della Bella R$13,90

http://www.bellapaulista.com/

Lar vegetariano vegan – SP

Publicado em:

Tinha planejado almoçar num outro vegetariano esse dia mas, antes, ia passar numa loja pra pegar minha lente da câmera fotográfica e por acaso acabei indo parar num lugar MUITO INTERESSANTE, o Lar Vegetariano Vegan!

Decidi almoçar lá e ver como era.

lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras4

Na realidade, acabei descobrindo que é um lugar bem tradicional entre a galera do vegetarianismo/veganismo. O Lar existe desde 2004 e se mudou para vários lugares, até que hoje encontra-se na Pompéia.

Durante o horário de almoço funciona da seguinte forma, R$18,00 e se come à vontade. O buffet tem várias opções, tudo vegan! Confesso que fiquei deslumbrada com aquilo tudo de opção vegan e minha vontade era me mudar pra casa do lado e almoçar lá todo dia!

lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras2lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras3

Achei a comida muito gostosa e saborosa. Tudo bem temperado e me abre o apetite só de lembrar! Eu fiz um prato com legumes assados, arroz, feijão, linguiça vegetal, couve flor empanada, tofu na chapa e coxinha de proteína de soja.

lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras5

Além disso, experimentei o coquetel Papauva (papaya com suco de uva orgânica) e achei muito gostoso! Não gosto muito de uva nem de papaya, mas a bebida é deliciosa e tem textura de milkshake!

lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras8

De sobremesa, comi um pedaço de bolo prestígio, que estava molhadinho e docinho!

lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras7

O lugar é pequeno embaixo, mas tem um andar de cima que comporta mais gente e além disso uma área de lazer para crianças. Quem curte área externa também pode ficar na parte de fora, debaixo do guarda sol!

Como se não bastasse, o Lar ainda trabalha com produtos veganos que você pode levar pra casa, um espaço com livros e camisetas sobre vegetarianismo e veganismo. Na parte da noite, a casa trabalha com pizzas e lanches que também são entregues em casa!

lar-vegetariano-vegan-sp-valentinapiras6

Eu ainda não provei os lanches nem a pizza, infelizmente, mas em breve farei isso porque adorei DEMAIS as comidas deles! Eu trouxe pra casa o “queijo” vegan deles e fiz um lanche com um hambúrguer vegan (que eu mesma fiz), e confesso que foi um dos melhores queijos vegetais que já provei, senão o melhor.

Acho que é isso! Em resumo, como vocês devem ter percebido por tudo que disse até agora, foi um lugar com muitas opções e com preço super acessível!

Gostei muito e vou voltar muitas vezes!

Saiba mais:

http://larvegetarianovegan.com.br/

Ramona – SP

Publicado em:

Hoje vai ser um roteiro vegetariano mesmo, infelizmente este restaurante ainda não apresenta muitas alternativas para veganos.

Mas, para vegetarianos, existem boas opções e muito saborosas! Estive no Ramona por indicação de uma amiga, que me falou super bem do hambúrguer vegetariano e dos drinks. O Restaurante é no centro num ponto super fácil de chegar. Fui super bem atendida pelos meninos (todos estilosos e simpáticos rs) e me sentei numa mesa no andar de cima para escolher o que eu ia pedir do cardápio.

ramona2-ickfd-valentinapirasramona8-ickfd-valentinapiras

Enquanto escolhia, eles me levaram uma jarrinha com água, uma delicadeza que muito me agrada porque, muitas vezes, água é tudo o que eu bebo. No cardápio, logo identifiquei uma legenda com símbolos que sinalizam as carnes utilizadas, se é vegetariano ou vegano.

Como sou louca por hambúrguer, optei pelo vegetariano de quatro cogumelos no pão de batata. O queijo utilizado é o brie (meu preferido), a salada no pão é de agrião e ainda tem aquela maionese deliciosa, temperada com coentro.

Em pouco tempo meu prato já estava pronto e pude degustar. Achei delicioso! Como sou fã de cogumelos, o bom é que o hambúrguer deixa eles em pedaços grandes, e a gente pode sentir a textura. Além de tudo, vem acompanhado com batatas fritas fininhas e um picles fatiado! Eu tinha achado o preço meio salgado, mas vi que é realmente bem servido.

Ramona1-ickfd-valentinapirasramona6-ickfd-valentinapiras

Minha opção de drink foi o Brisa (vodca, pera e suco de limão), super leve e refrescante. Fiquei morrendo de vontade de experimentar os outros, mas infelizmente estava no intervalo do trabalho e isso não daria certo! hahaha

Além dos coquetéis, a casa oferece várias opções de vinhos e espumantes. Existem outras opções de comida como saladas, massas… e para quem é vegan, é possível adaptar as saladas, além da sopa de tomate e o antepasto misto.

ramona7-ickfd-valentinapiras

Achei uma grande falha a casa não ter uma opção de pão vegano, para quem quiser montar o hambúrguer vegan, sem o queijo, nem a maionese. E se você quiser comprar o hambúrguer sozinho (apenas com fritas e picles), o valor continua sendo o mesmo.  Um pãozinho diferente já faz a felicidade de vários vegans! =)

As sobremesas do Ramona são bem diferenciadas e eu fiquei morrendo de vontade de experimentar, mas infelizmente eu não aguentava mais nada nessa barriguinha e meu bolso não podia mais gastar para um almoço.

Realmente, o Ramona não é um restaurante para comer no dia a dia, no intervalo do trabalho, como eu fiz! rs Vale a pena visitar com calma, amigos, para degustar bons drinks, papear e ouvir música ao vivo!

Ramona3-ickfd-valentinapirasramona5-ickfd-valentinapirasramona4-ickfd-valentinapiras

Preços:

Hambúrguer Vegetariano: R$39

Drink Brisa: R$26

Conheça melhor – http://www.casaramona.com.br/

Nutrisom – Restaurante Vegetariano em SP

Publicado em:

Hoje vou falar sobre o Nutrisom, que é um restaurante no centro de São Paulo (existe outra unidade na Vila Olimpia), que já tem mais de 30 anos!

Fui aproximadamente às 13h porque é um restaurante que funciona exclusivamente para almoços.

O esquema é self service e tem preço único. Pode ser salgado se você trabalha perto e quiser comer lá todos os dias, mas para ir às vezes vale a pena porque você realmente come muito e tem muitas opções gostosas! E como os vegetarianos, e especialmente vegans, são carentes de opção, o Nutrisom é uma boa alternativa.

nutrisom-valentinapiras-ickfd4

É um restaurante vegetariano mas existem comidas com lácteos e ovos, mas você que é vegan, pode ficar tranquilo, tudo que é vegano está sinalizado!

O bufê é bem grande tanto para saladas quanto para pratos quentes. O forte deles é a variedade, sem sombra de dúvidas! Além do tradicional para um almoço brasileiro, tem umas comidinhas diferentes que misturam frutas e geleia, por exemplo! Pra quem gostar de experimentar coisas novas, vale a pena.

nutrisom-valentinapiras-ickfd5nutrisom-valentinapiras-ickfd3

Eu fiz um prato com arroz, feijão, um “bife” de batata e legumes, risoto com champignon, abobrinha recheada de soja com molho e queijo por cima, nhoque branco, quibe de soja e brócolis.

Deu pra comer um pouquinho de um monte de coisa! E se quiser mais, pode repetir a vontade! Nham!

nutrisom-valentinapiras-ickfd1nutrisom-valentinapiras-ickfd7

Você também pode se servir de suco e água a vontade! A única coisa que não gostei muito foi o fato dos copos serem de plástico, o que não é tão higiênico quanto copos de vidro, pela dificuldade de esterilização do material.

Depois de comer super bem, tive que ficar completamente indecisa pela sobremesa! Mais várias opções, e desta vez, doces!

Acabei pegando um pouquinho de cheesecake, arroz doce e bolo pudim de leite condensado.

nutrisom-valentinapiras-ickfd6nutrisom-valentinapiras-ickfd2

Para vegans, eles oferecem gelatina a base de ágar ágar, cada dia com um sabor diferente. Para finalizar, tem um cantinho do café, com bolinho de chuva,  para quem ainda não cansou de comer doce. Eu gostei bastante do restaurante! Você sai bem alimentado, e feliz da vida!

O salão é amplo, cabe bastante gente e o atendimento também é bem legal.

O lugar é um pouquinho escondido, tem que ficar de olho para não passar reto, porque é no andar de cima, ou seja, a entrada é numa portinha discreta.

Valor do self service: R$27

Quer saber mais?

http://www.nutrisom.com.br/

Lilóri – SP

Publicado em:

Quando ouvi falar do Lilóri pela primeira vez, fiquei bem curiosa, porque dizia ter brigadeiro vegan. Como sou vegetariana e muito exigente com sabor das comidas, fiquei na dúvida se acharia realmente gostoso, porque até então, só experimentei brigadeiros veganos “aceitáveis”. Nada (ainda) substitui o sabor do nosso amado leite condensado.

Então decidi, finalmente, passar no Lilóri e ver “qualé” a desses docinhos, e aproveitei para experimentar também as comidinhas. =)

Nenhum alimento é feito com leite ou derivados, além disso, nada lá tem glúten, nem conservantes. Ou seja, além de ter opções vegan (apesar de nada conter lácteos, os alimentos podem possuir ovos) acaba que é uma cozinha bem saudável também.

O ambiente é super bonitinho, não é gigante, mas é iluminado e bem decorado. Logo na entrada perguntei como eram os esquemas de comida e a atendente, super atenciosa, me mostrou que, no cardápio, tudo que não tem ovo está sinalizado com uma sigla e alimentos que contêm biomassa de banana verde também tem outra sigla.

lilori-ickfd-valentina1lilori-ickfd-valentina2

Logo identifiquei os alimentos veganos e decidi começar pelo pão mineirinho (uma espécie de pão de queijo, sem queijo nem ovo) e pela pizza de cogumelo provençal.

Sobre o pãozinho “de queijo”, gostei muito! Eu já tinha feito uma versão em casa mas gostei mais da receita deles. Infelizmente não peguei o pãozinho quentinho, mas estava bem saboroso, mesmo assim.

As pizzas são congeladas, mas de fabricação própria. Então eles basicamente aquecem aquela do sabor que você escolher. A minha veio com bastante cogumelo e alho poró, além disso o molho estava docinho e sem acidez, ou seja, muito bom! A textura não fica igual a de uma pizza feita na hora, ela fica levemente mais sequinha, mas não achei que tenha perdido muito. No balanço geral, gostei bastante, mesmo sendo uma pizza sem queijo (e eu sou LOUCA por queijos)!!

lilori-ickfd-pizza-vegan-valentina4

Vale lembrar que a massa da pizza (como tudo) não tem glúten! Quem gostar, ainda pode comprar a pizza congelada e levar pra casa.

Bem, vamos aos doces! TCHANANAMMMMM

Comecei com o brigadeiro normal, que é feito com um leite condensado de leite de amêndoas, que eles mesmos produzem. Achei o melhor “aceitável” que já comi. Achei gostoso, mas ainda, apanha bastante do brigadeiro de leite condensado de origem animal.

MAS AÍ É QUE VEM A SUPRESA: eles fazem um brigadeirinho à base de grão de bico (!!!), que leva o nome de briganutri. Achei muito melhor! Ele se distancia um pouco do tradicional brigadeiro, mas tem uma textura ótima, levemente aerado, e é muito mais saboroso!!

Me surpreendeu bastante! Gostei tanto que acabei querendo experimentar o beijinutri, a versão beijinho do briganutri. Amei ainda mais!

lilori-brigadeiro-ickfd-valentina3lilori-beijinutri-ickfd-valentina5

Achei simplesmente delicioso, não deixa absolutamente nada a perder pra um beijinho normal. E eu não imaginei que falaria isso algum dia! hahaha

Tanto o briganutri quanto o beijinutri são realmente deliciosos! Mas, como nem tudo é perfeito, eu achei os docinhos muito, mas muito pequenos MESMO.

Se eles fossem baratinhos a gente não ligaria de comprar dois, né? Mas os preços são:

Brigadeiro R$5

Briganutri R$4

Beijinutri R$4

A pizza custou R$25,10

e pão mineirinho R$3,80

Pelo custo benefício, achei os salgados mais acessíveis que os docinhos. Sabemos que temos que dar um desconto porque esse tipo de alimentação saudável/vegan acaba saindo sempre mais cara pelas condições de produção, menos acessibilidade dos ingredientes, etc. Mas ainda assim, 5 reais o brigadeiro, me deixou triste. rs

Não experimentei nenhum sanduíche, mas existem opções veganas, com queijos veganos. Mas atenção: apenas um pãozinho não leva ovos na receita, então convém avisar o atendente que seu pão deve ser o vegano!

Alguém já experimentou os sandubas? Como são?

Quer mais informações?

http://www.lilori.com.br/

STUZZI – Sorvetes veganos em SP

Publicado em:

Já que um grande amigo vegano tinha acabado de chegar do Canadá e, provavelmente estava mais frio que em São Paulo, num dia de “inverno” que fazia 30 graus, decidimos ir numa sorveteria da região para dar uma refrescada!

Eu já conhecia essa sorveteria, justamente pelas alternativas de sorvete vegan. Como já falei e falo (O TEMPO TODO), sou super chata e exigente com comida. Já experimentei algumas alternativas de sorvete sem leite, e pra quem já tomou muito sorvete na Itália, a nota de corte é alta! rs

stuzzi2

Algumas sorveterias têm alternativas para se refrescar no dia a dia, alguns sorbets não são de todo mau, mas quando falamos de sorvete de massa, de sabores cremosos, eu ainda não experimentei nenhum que fosse tão bom quanto o da Stuzzi!

Não deve nada aos sorvetes à base de leite e eles conseguiram sair do habitual sorvete vegan de fruta e fizeram sabores cremosos, como chocolate, castanhas e pistache! E quem me conhece sabe que pistache e meu sabor preferido DA VIDA.

Optei por um copinho de dois sabores, o pistache vegano e o de avelãs (à base de leite). O vegano não fica nada atrás do sorvete à base de leite. Muito gostoso, excelente textura e cremosidade!

Stuzzi1

A geladeira não tem muitos sabores, de uma forma geral. Deve ter uns 12 sabores, dos quais 4 veganos, aproximadamente. Não são MUITAS opções, mas as que estão lá, são realmente muito boas. Para apreciadores de sorvete/gastronomia que levam o estilo de vida vegan ou são simpatizantes, vale experimentar!

Além dos que tomei, experimentei o sabor Mix de castanhas e Chocolate, também veganos e também excelentes.

De uns tempos pra cá, a sorveteria (que também é um café), está adicionando comidas, bebidas e doces veganos ao cardápio e me disseram, inclusive, que tem mais novidade por vir que ainda não está no cardápio!

O ponto negativo é que das comidas vegan, naquele dia, a única disponível era o muffin (Mais pra frente quero voltar e comer a torta de cogumelos que não tinha no dia e, quem sabe, provar as comidinhas novas!). Meu amigo pediu um brownie e um Cappuccino Stuzzi Vegano e eu ainda pedi um Cappuccino Freddo Vegano. Sobre o brownie, achei muito gostoso, macio, saboroso, doce na medida certa… lógico, um pouco diferente do brownie com ovos, mas não achei que ficou devendo. Compraria e comeria com toda a felicidade do mundo!

stuzzi4stuzzi5

Agora, os cafés veganos, tanto o meu quanto o dele não nos satisfizeram. Não sei explicar exatamente o que faltou, mas senti falta de cremosidade no cappuccino dele e mesmo o meu, que vinha com sorvete, me deu a mesma impressão. O chocolate usado tinha uma essência mais forte e achei que não rolou muito bem… Para o meu paladar, faltou alguma coisa. =/

Existem duas unidades em São Paulo. Eu estive no da Vila Madalena, que fica numa esquina e super perto do metrô, facílimo de chegar.

A Stuzzi é uma casa pequenininha, não tem muitos lugares, mas num dia de sol são colocadas mesas e cadeiras na parte da frente e é super gostoso! Pra quem curte a primavera e o verão (ou eventualmente inverno brasileiro, né?) dá pra se refrescar bem!

stuzzi3

Sobre preços, como tudo que é feito com ingredientes de alta qualidade, é meio salgado (ok, trocadilho infame rs).

Copinho pequeno (até 3 sabores) R$11,50

Copinho grande (até 3 sabores) R$19

Brownie R$10

Cappuccino Stuzzi Vegano R$12

Cappuccino Freddo Vegano R$16,50

Detalhes: http://www.stuzzi.com.br/

Lanchonete da cidade – SP

Publicado em:

Quando a Dani me convidou para contribuir com a parte vegana/vegetariana no IKCFD, eu fiquei super honrada, mas fiquei com receio de me empenhar nessa missão, afinal, eu cozinho tudo super a olho, invento coisas na hora… nunca consegui criar uma receita exata! rs

Ao mesmo tempo, pensei que poderia contribuir com a página de outra forma, afinal, a gastronomia sempre esteve presente na minha vida. Gulosa de nascença, fui criada na Itália na infância, e sou filha de italiana (imagine você), quando pequena adorava brinquedos como “mini liquidificador” e além de tudo, namorei (e morei com) um gastrônomo durante 5 anos (que provavelmente foi quem mais me ensinou sobre gastronomia na vida, obrigada!).

Gosto de desafiar meu paladar com sabores e texturas diversas e aprecio ousadia nos ingredientes.

Já comi carne de boi, de porco, coelho e até de cavalo(!), mas ao mesmo tempo, por questões pessoais de consciência, optei por uma dieta de restrições. Fui (e ainda sou) vegetariana por 9 anos ao longo da minha vida e busco acrescentar alternativas veganas para o meu dia a dia.

Prefiro dizer que sou vegetariana, mas com um o pé no veganismo.

Ao contrário do que muitos veganos dizem sobre as sobre os alimentos de origem animal, como leite, carne e ovo, eu os considero muito saborosos e, no que diz respeito à gastronomia, aumentam consideravelmente o leque de possibilidades. Por isso, aliar a riqueza da gastronomia onívora a um estilo de vida ecológico e vegan, é uma tarefa que eu considero bastante difícil.

Um conhecido uma vez disse que o vegano é o hacker da gastronomia. Não dá pra discordar! Você precisa repor nutrientes, saber cozinhar ou conhecer os restaurantes certos, sem contar que é uma mudança no cardápio que exige bastante esforço.

Cá estou eu, Valentina Piras, como uma boa paulistana, amante de gastronomia e vegetariana (com um pé no veganismo rs), inaugurando hoje essa sessão no ICKFD!

valentina-piras-colaboradora-ickfd

Vou trazer o roteiro vegetariano/vegan da cidade de São Paulo (sempre que for possível, vou trazer opções em outras cidades), minhas reviews sobre esse locais, alternativas do mercado para usar em casa, reviews sobre esses produtos, etc.

Este espaço é para quem quer tentar um estilo de vida mais ético/saudável/ecológico mas mesmo assim, que seja de lamber os beiços!

Meu primeiro review é de uma lanchonete situada no Jardim Paulista, em São Paulo. (Existem mais três unidades, mas hoje falo sobre esta em especial, que é a que eu conheço e frequento)

A Lanchonete da Cidade tem uma das melhores batatas fritas que já provei na vida! O formato dela é chips, o que faz com que ela seja bem crocante, mas ainda macia por dentro. O clássico alecrim acompanha e o PLUS é que eles servem a porção com alguns dentes de alho.

O alho vem com casca, mas por dentro ele está super cremoso e dá pra comer até puro! Vale lembrar que o alho é excelente pra aumentar a imunidade! ;)

batatas-lanchonete-da-cidade-ickfd-valentina-pirasfotos: divulgação

Para vegetarianos: A lanchonete também serve aquela maionese “da casa” que vêm super temperadinha e vai super bem com a porção de batatas!

O hambúrguer:

O lanche se chama Quitandinha e é composto por um pão de hambúrguer preto, uma rodela de tomate, rúcula, mussarela de bufala, pesto e uma massa de hambúrguer feita de mix de cogumelos, legumes grelhados e especiarias.

Eu gosto muito deste hambúrguer. Eventualmente ele dá uma desmiolada, o que é meio chato, mas ele é bem saboroso.

Existe também uma opção vegetariana de tostex de queijo ou queijo branco com tomate, que eu nunca comi.

Você já comeu? Gostou?

Para veganos: só pedir o Quitandinha mas sem a mussarela de búfala.

quitandinha-lanchonete-da-cidade-ickfd-valentina-piras

Vegetarianos ainda contam com milkshakes muito gostosos. Meu preferido é o gianduia, que ao contrário de muitos estabelecimentos no Brasil, que deixam todo doce excessivamente açucarado, este é doce na medida certa, sem ficar amargo nem enjoativo!

O estabelecimento é bonito e espaçoso mas ainda assim pode lotar e ter espera. Se você é uma “criatura da noite”, como eu, vai adorar saber que entre domingos e quintas eles funcionam até a 1h e sextas e sábados, até as 3h da manhã!

Os valores são valores de Jardim Paulista, né? Vale para uma ocasião especial. O Quitandinha custa R$26, a porção de batatas rústicas R$17,50, o tostex de R$18 a R$19,50 e o Milkshake R$21,50

Quem quiser detalhes, só passar no site:

http://www.lanchonetedacidade.com.br/

Você já foi? O que achou?