Vídeos e Receitas de Sobremesas | I COULD KILL FOR DESSERT

Siga o ICKFD nas redes sociais

Frauenmond – O chocolate para TPM

Publicado em:

frauenmond-o-chocolate-para-tpm-larissa-piazzi-independent-chocolate-ickfdFonte: The Independent

O chocolate marca presença mais que nunca na rotina feminina quando chega aqueles dias. E que jogue a primeira pedra a mulher que não usa a TPM como desculpa para comprar aquela barrinha no meio da tarde.

Só colocar um chocolate na boca já nos ajuda a atravessar esses momentos tão chatos do mês com um pouco mais de alegria. Porém, para dar um empurrãozinho maior ainda, a empresa Chocolate With Love inventou a barra Frauenmond. A iguaria que contém 60% chocolate e 17 tipos diferentes de erva foi especialmente desenvolvida para aliviar as dores pré-menstruais.

frauenmond-o-chocolate-para-tpm-larissa-piazzi-site-chocolate-mit-herz-frauenmond-ickfdFonte: Chocolate with Love

Marc Widmer, o chocolatier responsável pela invenção, disse em entrevista para o programa 20 Minuten que a sua ideia surgiu quando conheceu uma família que vendia chá para aliviar os sintomas da TPM. Foi então que ele decidiu juntar as ervas com o chocolate.

A Frauenmond, que em português significa “lua da mulher”, promete aliviar as dores devido a interação entre as ervas e o chocolate. Apesar de tratar-se de um doce, o seu custo é um pouco salgado: a delícia vendida pela empresa Chocolate With Love custa cerca de AUD$16 (cerca de R$40,86).

frauenmond-o-chocolate-para-tpm-larissa-piazzi-barrinha-chocolate-caramelo2

BARRINHAS DE CHOCOLATE RECHEADAS DE CARAMELO

Mesmo que essa invenção ainda não esteja disponível no Brasil, nós podemos continuar usando a TPM como motivo para comer chocolate. Isso porque o cacau contém antioxidantes, que melhoram a circulação do sangue, e magnésio, mineral que ajuda a aliviar sintomas pré-mentruais como inchaço, cansaço, depressão e irritação.

Sem falar que comer chocolate também estimula a produção de endorfina que melhora o humor e sensação de euforia. Vale lembrar que quanto mais cacau, maiores são os benefícios.

Quer desculpa melhor para comer chocolate?

Chá Branco – O guia

Publicado em:

tea mix with lemonFonte: Sanavita

Já contei um pouquinho pra vocês sobre as principais diferenças entre os seis tipos de chá e agora vamos falar sobre cada um deles. Pra começar, escolhi o chá branco. Você sabe por quê ele tem esse nome?

O chá branco se chama assim devido à “penugem” esbranquiçada que envolve os brotinhos das folhas de chá. Esse tipo de chá é geralmente preparado somente com os brotos, ou com brotos e uma ou duas folhas jovens. Por isso, a cor branca dos brotos se destaca.

A colheita é feita de forma extremamente cuidadosa. Os brotos e folhas devem ser removidos minuciosamente, para não sejam danificados. Isso porque o chá branco deve ter o mínimo de oxidação possível. Se eu colher os brotos com força e apertar as folhas, as células da folhinha serão rompidas e entrarão em contado com o oxigênio. Dessa forma, o processo de oxidação (não desejado) vai começar.

Após a colheita, os brotos e folhas passam por um processo chamado “withering”, ou secagem natural (tradução livre). Nessa etapa, as folhas são espalhadas lado a lado em uma bandeja de bambu (ou sintética) e deixadas em repouso para perder um determinado percentual de água. A secagem natural pode ser feita com a luz do sol ou em salas fechadas com temperatura, umidade e circulação de ar ideais para que o processo se desenvolva.

cha-branco-o-guia-flor-cha-branco-ickfdFonte: Pixabay

O chá branco praticamente não tem nenhum processamento. Por esse motivo, esse tipo de chá tem sabor e aroma muito sutis. É um chá leve, que pode conter certa suntuosidade natural. O chá branco costuma ter notas florais, adocicadas e de baunilha.

É perfeito para beber uma xícara sentada na rede, ouvindo o barulho da chuva lá fora. O aroma do chá se funde com a chuva que cai e evapora.

Quer saber mais sobre chás? O Instituto CHÁ inaugurou, em março, o primeiro curso de Sommelier de Chá do Brasil. As turmas ocorrem em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Escreva para contato@institutocha.com e viaje conosco pelo maravilhoso Mundo dos Chás.

Conheça os 6 tipos de chá

Publicado em:

conheca-os-6-tipos-de-cha -saude-dica-cha-oolong-ickfd

Fonte: Saúde Dica 

Quando falamos em chá, pensamos em bebidas quentes preparadas com alguma erva, flor ou fruta. Mas você sabia que chá é o nome de somente uma plantinha?

Essa plantinha é a Camellia sinensis. A partir de diferentes formas de processamento dessa planta, preparamos somente seis tipos de chá: chá branco, chá amarelo, chá verde, chá oolong (azul), chá preto e chá escuro. Os preparos de água quente com outras plantas são chamados de infusão: infusão de capim-limão, infusão de rooibos, infusão de maçã, infusão de hibisco.

conheca-os-6-tipos-de-cha-m-de-mulher-cha-capim-limao-ickfd

Fonte: M de Mulher 

A partir das folhas da mesma planta, Camellia sinensis, pode-se produzir os seis diferentes tipos de chá de acordo com a forma de processamento. A principal diferença entre cada um dos seis tipos de chá é o grau de oxidação de cada um deles, obtido com formas distintas de processamento das folhas.

Você sabe o que é oxidação e como ela transforma os diferentes tipos de chá?

A oxidação é um fenômeno que ocorre quando uma planta entra em contato com o oxigênio. Pense em uma maçã. Quando você morde, ela escurece. Isso é porque ela oxidou. Se deixarmos a maçã intacta, ela não vai oxidar. O mesmo ocorre com as folhas de chá. Se eu arrancar uma folhinha e deixá-la parada, ela vai oxidar muito pouco. Mas, se eu amassar, enrolar e triturar uma folhinha, ela vai oxidar.

A oxidação escurece as folhas e confere diferentes características olfativas e gustativas aos diferentes tipos de chás. Por esse motivo, as folhas secas e o licor do chá (o líquido, ou chá preparado) dos seis diferentes tipos de chá têm cores diferentes.

O chá branco, o chá amarelo e o chá verde mantém a cor verde, semelhante às folhas frescas recém-colhidas. O aroma e o sabor desses chás são muito frescos, florais e herbais. Essas características se apresentam porque esses tipos de chá não são oxidados.

conheca-os-6-tipos-de-cha-wisegeek-cha-branco-ickfd

Fonte: Amandadutra

O chá oolong é semi-oxidado, e tem uma oxidação variável, entre 15 e 85%. Quem determina o grau de oxidação desse tipo de chá é o mestre de chá que o processa. Oolongs menos oxidados têm características semelhantes aos chás verdes. Oolongs mais oxidados e defumados se aproximam mais em corpo, aroma e sabor a um chá preto.

conheca-os-6-tipos-de-cha-dietaeboasaude-cha-oolong-ickfd

Fonte: Dieta e boa saúde

O chá preto é 100% oxidado. Por isso, suas folhas secas são bem escuras e resultam em um licor de chá encorpado, com sabor, aroma e cor marcantes. É um tipo de chá com muitos taninos. E, por isso, pode apresentar amargor se não for preparado da maneira correta.

conheca-os-6-tipos-de-cha-wisegeek-cha-preto-ickfd

Fonte: Wisegeek

ilustra oxidacao chas institutocha

Nos próximos posts, vou contar um pouquinho sobre cada um dos seis tipos de chá e a forma de preparo correta para cada um deles. Enquanto isso, me conte: qual é o seu preferido?

Quer saber mais sobre chás? O Instituto CHÁ inaugurou, em março, o primeiro curso de Sommelier de Chá do Brasil. As turmas ocorrem em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. Escreva para contato@institutocha.com e viaje conosco pelo maravilhoso Mundo dos Chás.

O que faz um sommelier de chá?

Publicado em:

sommelier-cha-style-me-pretty-ickfd

Todo mundo já ouvir falar em sommelier de vinho, mas você sabe o que faz um sommelier de chá?

O sommelier de vinho pesquisa a fundo todas as regiões e vinhos da França, Itália, Chile etc. O sommelier de chá desbrava as regiões produtoras de chá na China, na Índia, no Japão e outros tantos países da Ásia.

Pedir um vinho tinto a um sommelier de vinho é tão vago quanto pedir um chá verde a um sommelier de chá. São tantos os tipos de vinho tinto e tantos os tipos de chá verde que os sommeliers bem sabem. Cada vinho é único em suas características. Cada chá é único em seu sabor e aroma.

sommelier-cha-saveursvegetales-ickfdFonte: Saveurs Végétales – foto de topo: Style me Pretty

O sommelier de vinho usa os sentidos para avaliar a qualidade do vinho, e para harmonizar diferentes rótulos com receitas de pratos salgados e doces. O sommelier de chá também faz a análise sensorial do chá: analisa as folhas secas, as folhas úmidas – após a infusão – e o chá em si, conhecido como licor do chá. Além de degustar o chá puro, também é possível harmonizar comidas com chá, para quem prefere uma opção sem álcool.

O sommelier de vinho escolhe diferentes taças para servir diferentes vinhos. O sommelier de chá escolhe entre louças e bules de distintos materiais.

sommelier-cha-teaterms-ickfdFonte: Tea Terms

O serviço do vinho possui regras e ordem para cada ação. No mundo dos chás, diferentes países, como Japão, China e Coreia do Sul, possuem cerimônias de chá, em que há uma sequência e uma explicação para cada ação no preparo do chá.

Assim como restaurantes contratam sommeliers de vinho para montar uma carta de vinhos, o sommelier de chá é buscado para montar cartas de chá.

sommelier-cha-pretend-ickfdChinese Kung Fu TeaFontes: Pre-tend, Odyssey Traveler

Se você ama chá e não sabia que existia essa profissão, tenho uma boa notícia! Em março, inaugurei o primeiro curso de Formação em Sommelier de Chás do Brasil. Duas turmas já estão formadas e outras quatro estão marcadas ainda neste ano, em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

Aos amantes da degustação, abre-se uma nova porta: a do maravilhoso Mundo dos Chás. Escreva para contato@institutocha.com para receber mais informações!

5 lugares imperdíveis para tomar o Chá da tarde em Londres

Publicado em:

cha-da-tarde-ickfd-eslafternoontales

Mundialmente, um dos hábitos mais conhecidos dos ingleses é tomar o chá da tarde às 17h. Já é algo que se tornou uma característica marcante do estilo de vida britânico. Obviamente, os salões de chá fazem sucesso em Londres tanto entre os habitantes locais quanto entre os visitantes estrangeiros.  Para muitos, fazer uma pequena pausa nas andanças pela capital britânica para isso é um jeito de tornar a experiência de viagem ainda mais autêntica. Pensando nisso, separamos cinco excelentes lugares para você se aventurar nesse delicioso costume inglês na sua próxima visita à Londres!

FORTNUM & MASON

A Fortnum & Mason tem um cardápio de chá da tarde muito elogiado, que conta com pequenos sanduíches e doces. O Diamond Jubilee Tea Salon, onde é servido o chá, é elegantemente decorado com cores claras. Aliás, o espaço foi inaugurado pela própria rainha.

cha-da-tarde-londres-mariana-martins-fortnum-mason-ickfdFonte: Fortunm & Mason

BROWN’S HOTEL

Servido na sua English Tea Room, a experiência de chá da tarde do Brown’s Hotel é muito reconhecida na capital inglesa. A decoração é muito bonita e ainda há um piano no local que, eventualmente, é o som ambiente que você vai ouvir.

cha-da-tarde-londres-ickfd-mariana-martins-browns-hotelFonte: Brown’s Hotel.

THE BERKELEY

O grande diferencial do The Berkeley foi saber inovar com muita criatividade um ritual tão tradicional quanto o chá da tarde. Os bolos e doces da refeição foram inspirados por criações do mundo da moda. O mais legal é que o menu é constantemente atualizado para acompanhar novas coleções das passarelas de prêt-à-porter (a expressão significa “pronto para vestir” e faz referência às roupas de fast fashion) e sempre se manter up-to-date.

cha-da-tarde-londres-ickfd-mariana-martins-the-berkeleyFonte: The Berkeley.

THE LANGHAM

O The Langham oferece uma experiência de chá da tarde sofisticada e tem muita tradição no assunto. O menu conta com pratos de culinária inglesa e culinária internacional. Para quem for a algum espetáculo do West End, região turística de Londres, o hotel não fica muito distante e é uma ótima parada na área.

cha-da-tarde-londres-ickfd-mariana-martins-langhamFonte: The Langham.

SHANGRI-LA no THE SHARD

Para um chá da tarde com vista para lindas paisagens, você pode ir ao hotel Shangri-La. Ele fica no famoso edifício The Shard, que tem vistas excepcionais de Londres. Se você já estiver se programando para ir ao The Shard pelas paisagens panorâmicas que temos lá de cima, nada melhor do que também fazer uma pequena parada no Shangri-La na hora do chá.

cha-da-tarde-londres-ickfd-mariana-martins-shangri-laFonte: Shangri-La Hotel.

Chás para aquecer

Publicado em:

cha-inverno-bebidas-quentes-mijamija-ickfd

O inverno chegou e, com ele, a vontade de tomar bebidas quentinhas para aquecer a alma e o coração.

Alguns tipos de chás e infusões deixam o corpo especialmente aquecido, independentemente da temperatura da bebida. Isso ocorre porque algumas plantas possuem propriedades termogênicas, ou seja, que produzem calor.

As infusões termogênicas são maravilhosas, pois, além de aumentarem a temperatura corporal, auxiliam na queima de calorias. Por isso, o consumo pode ser feito tanto antes de exercícios físicos – para perda de peso – quanto para se aquecer.

cha-inverno-hello-glow-ickfdFoto: Hello Glow – foto de capa: Mija_Mija

Confira o modo de preparo, combine sabores e seja feliz nesse inverno!

HIBISCO

  • 1 colher de sopa de hibisco + 200 ml de água a 100˚C. Infusão por 5 a 10 minutos.

GENGIBRE

  • Um pedacinho de gengibre fresco + 240 ml de água. Ferva por 10 minutos.

CHÁ VERDE

  • 1 colher de chá de chá verde + 200 ml de água a 70˚C/80˚C. Infusão por 3 a 4 minutos.

CANELA*

  • Um pedaço de canela em pau + 240 ml de água. Ferva por 5 a 10 minutos.

*Atenção, grávidas: o consumo de infusão de canela não é recomendado durante a gestação.

CHAI

  • 1 colher de chá de chai + 120 ml de leite + 120 ml de água. Ferva por 5 minutos.

Uma xícara de chá ou infusão de alguma dessas ervas é perfeita para beber antes de sair de casa em um dia gelado. Você vai se sentir superquentinho. Mas cuidado para não subestimar o frio e esquecer o casaco em casa, viu?

Beijos e muito chá quentinho pra vocês!

cha-quote-inverno-veronicaalba-ickfd

5 motivos para você tomar mais chá

Publicado em:

cha-etsy-ickfd

Se você já gostava de chá antes de ler este post, vai gostar ainda mais. Se não era muito chegada, duvido que não surja uma vontade de experimentar uma xícara com essa bebida tão saudável e saborosa. Estes são alguns dos inúmeros benefícios do chá à saúde:

1. Teína

Com chá, fico desperta e relaxada. Tudo isso por conta da teína, que atua de forma mais suave no organismo (o corpo leva de 15 a 20 minutos para absorvê-la). Nesse lento processo de absorção do sistema nervoso central, nossos sentidos ficam afinados e nos mantemos despertos. A eliminação desse efeito também é gradual.

Além disso, você pode escolher tomar um chá com mais ou menos teína. O chá branco e o chá verde são os que possuem menos essa substância. O chá preto é o que mais possui, mas ainda assim, uma xícara de chá preto possui 2 vezes menos teína/cafeína que uma xícara de café (e uma xícara de chá verde, até 8 vezes menos). Se preferir um chá sem teína, você pode optar por diversas infusões, como camomila, capim limão, rooibos etc.

cha-itcanbealover-ickfdFoto: It can be a lover (Tumblr)/ Foto de capa: Etsy

2. Dentes brancos, meu amor

O nosso querido chá, Camellia sinensis”, é uma fonte natural de fluorido. Por isso, auxilia na manutenção da saúde bucal, ajuda a fortalecer o esmalte do dente e previne contra cáries e gengivite. Além de gostoso, o chá te deixa ainda mais diva.

matcha-loveandlemons-ickfdFoto: Love and Lemons

3. Cuide do seu… colesterol!

Alguns tipos de chá, como o chá verde, o oolong e o chá escuro (Pu Erh é o mais conhecido), possuem grande quantidade de polissacarídeos, que diminuem o nível de colesterol ruim.

weeteacompany-cha-ickfdFoto: Weetea Company

4. Hidratação com propriedades

Além de te manter hidratada, o chá possui diversas propriedades com efeitos positivos e preventivos no organismo. A lista é imensa: catequinas e teaflavina (polifenois antioxidantes que combatem os radicais livres e inibem o desenvolvimento de células cancerígenas), cálcio, zinco, potássio, magnésio, folato, niacina, pantotenato e vitaminas B1, B2, B6 e B12. Chá é água com ainda mais benefícios! <3

cha-deliciousshots-ickfdFoto: Delicious Shots

5. Fique zen e fique de bem

O melhor de todos os benefícios do chá é que ele é praticamente um terapeuta. Proporciona relaxamento, reduz stress físico e mental. Ao mesmo tempo, é estimulante cardíaco e traz animação quando sua energia está baixa. Por isso, tome chá, fique zen, fique de bem e ajude a manter a paz mundial. 😀

ilustra-cha-ericbird-ickfdFonte: Eric-Bird

Métodos para preparar seu chá gelado

Publicado em:

cha-gelado-simply-delicious-ickfd

O verão chegou, e-ô! Nos meses em que morei na China, me acostumei a tomar chá quente mesmo no calor. Mas confesso que ainda sou adepta ao chá gelado para dar aquela refrescada nos dias mais abafados. Vou ensinar pra vocês, então, três métodos para preparar seu chá gelado.

O primeiro e mais óbvio é: DEIXAR ESFRIAR. Prepare seu chá quente, de acordo com as instruções de quantidade de erva, temperatura da água e tempo de infusão. Retire a erva e coloque na geladeira.

O segundo e mais rápido é: FAZER GELAR (ou ICE BREWING). Prepare seu chá quente, de acordo com as instruções de temperatura da água e tempo de infusão, mas dobre a quantidade de erva, para fazer um chá mais concentrado. Sirva o chá concentrado em um copo com muito gelo. Ele vai gelar rapidinho e se diluir com a água do gelo.

O terceiro e mais prático é: VIVER A VIDA E QUANDO SE LEMBRAR, TEM CHÁ GELADO NA GELADEIRA (ou COLD BREWING). Esse é meu método favorito, porque é ridículo de fácil. Você não precisa se preocupar nem com temperatura da água e nem com tempo de infusão, porque você coloca a erva direto na água fria e não precisa se lembrar de tirar ela de lá. De verdade! Bem, o ideal é tirar a erva depois de algumas horas. Mas, se você esquecer, não tem problema. Vamos lá: Em uma jarra de água fria, adicione a erva de sua escolha na proporção indicada. Por exemplo, se uma colher de chá faz uma xícara de chá (200ml), então, para fazer 1 litro de água, você coloca cinco colheres de chá. Got it? Deixe a erva em infusão a frio durante 2 horas em temperatura ambiente ou 4 horas (ou mais) na geladeira. Coe e sirva. Eu recomendo deixar na geladeira – e não em temperatura ambiente – nesses dias mais quentes, porque seu chá gelado vai durar mais.

cha-camomila-nicolefranzenfoto: Nicole Franzen

Acho o terceiro método deliciosamente prático por dois motivos. O primeiro é que, se preparar o chá de noite, no outro dia tem chá gelado pro café da manhã. O segundo é que, se preparar o chá de manhã, tem chá gelado pro almoço. Que delícia! Outra razão para utilizar o método Cold Brewing é que seu chá nunca vai ficar amargo. Isso é porque os taninos do chá, que são os responsáveis pelo amargor, são liberados apenas com alta temperatura, ou tempo muito longo de infusão em água quente. Ou seja, fazendo a infusão a frio, você não corre esse risco. Oh yeah!

Você pode preparar seu chá gelado com chás puros, blends, e mesmo outras ervas, como camomila ou menta. Outra dica quente (ou gelada, hihi) é colocar pedaços de frutas na jarra de água, para dar aquele toque especial ao seu chá ou infusão. Você também pode não usar chá ou erva alguma e simplesmente ferver frutas, coar e deixar esfriar. Preparei uma receita de Changria para o ICKFD aqui. Fica uma delícia!

changria-dani-lieuthier-ickfd

Boas experiências! Qualquer dúvida é só perguntar aqui nos comentários! Se tiverem outras técnicas para preparar seu chá gelado, podem compartilhar também. Beijos e muito chá gelado pra vocês nesse verão maravilhoso! <3

foto de capa: Simply Delicious

Chá Matcha

Publicado em:

matcha-nutritionstripped-ickfd

Mesmo que seu consumo milenar tenha origem na China, o Matcha tornou-se uma parte importante da cultura japonesa, onde era consumido por monges budistas para ficarem calmos e, ao mesmo tempo, alertas durante as longas horas de meditação.

Apesar de ser amplamente utilizado na Ásia, o Matcha virou o ingrediente queridinho dos confeiteiros.

Feito a partir das folhas da Camellia sinensis, a mesma planta que dá origem ao chá verde e ao chá branco, o que diferencia o Matcha dos seus “irmãos” é o método de preparo de suas folhas. Durante as três últimas semanas antes da colheita, as plantas são cobertas para não ficarem expostas ao sol. Como crescem à sombra, ocorre um aumento na produção de clorofila nas folhas que estão para nascer, o que resulta em uma cor verde brilhante. Para o preparo do Matcha, somente são utilizadas as folhas nascidas nesse período. Depois de colhidas, as folhas são secas e trituradas em um moinho de pedra até ficarem com uma textura ultrafina.

Style: "sfly0919.2"Tuialimentos

Considerado um superalimento, o Matcha é o chá de melhor qualidade nutricional que existe. Uma xícara deste chá oferece 10 vezes mais antioxidantes do que uma xícara de chá normal. Todo este poder é atribuído ao fato de que, ao invés de ser imerso na água, como ocorre com os outros chás, o pó do Matcha é dissolvido na água, fazendo com que seu poder antioxidante seja melhor absorvido pelo organismo.

O Matcha também é rico em cafeína; uma xícara dele contém quase a mesma quantidade de cafeína que uma xícara de café, servindo como um ótimo substituto para aqueles que não gostam de café mas precisam daquela ajudinha para acordar depois do almoço.

Apesar de ser uma bebida tradicionalmente utilizada em rituais budistas, sua preparação é mais simples do que parece. Basta diluir Matcha em pó na água quente (temperatura de 70 graus), misturar muito bem, e se você preferir, pode utilizar o Chasen (batedor de bambu feito especialmente para esta utilidade), e aproveitar os benefícios dessa bebida.

O seu gosto é forte; quem não está acostumado pode estranhar a princípio (na minha opinião, seu gosto lembra o espinafre). Se preferir pode adoçá-lo até se acostumar com o seu gosto peculiar.

chasen-batedor-de-cha-japones-readcereal-matcha-ickfdChasen – foto: Read Cereal

COMO UTILIZAR

Muito versátil, o consumo do Matcha não está restrito somente à forma de chá. Por apresentar uma textura superfina, pode ser facilmente adicionado a diferentes receitas, sejam elas doces ou salgadas.

O Matcha vai bem com quase tudo: smothies, sorvetes, bolos (clique aqui para conferir uma receita de bolo de rolo feita com matcha), macarons, brownies, ganaches, sopas, molho para saladas, etc. Sempre digo: use sua imaginação, o céu é o limite.

Umas das minhas formas preferidas de usar o Matcha é como cobertura para cupcakes. Simplesmente coloco na batedeira o pó com um pouco de açúcar e cream cheese, bato em velocidade média, e está pronta uma deliciosa e diferente cobertura.

bolo-cha-verde-matcha-iamafoodblog-ickfdmatcha-bolo-phoenix-legend-ickfdFontes: I am a food blog/Phoenix-legend.tumblr

COMO CONSERVAR

Para preservar suas propriedades e sua característica cor verde brilhante, é preciso armazená-lo em um recipiente bem fechado e protegido da luz.

ONDE ENCONTRAR

O Matcha pode ser encontrado em supermercados (na seção de alimentos asiáticos), em lojas de produtos naturais e também em lojas virtuais. Mas atenção na hora de comprar: como não é um chá muito barato, se encontrá-lo com preços abaixo da média, isto pode significar que ele não seja de boa qualidade, podendo conter outras substâncias misturadas na sua composição. Por isso, fique atento, sempre leia as informações contidas no rótulo.

CONTRAINDICAÇÕES

Quem tem problemas gástricos ou mesmo prisão de ventre deve evitar o consumo do Matcha, bem como crianças, hipertensos e gestantes.

foto de capa: Nutrition Stripped

Como escolher e comprar os melhores chás

Publicado em:

O chá tem ganhado cada vez mais espaço nas prateleiras do mercado. Pelas ruas do Brasil – principalmente Centro, Sudeste e Sul – inauguram cada vez mais lojas e casas de chá, ou ainda confeitarias com foco em chá, e não café. Como escolher os melhores chás em meio a tanta oferta? Como distinguir a qualidade dos produtos?

A grande dica é: utilize os cinco sentidos. 

Observe. Observe o formato das folhas e seu tamanho. Quanto mais inteiras as folhas estiverem, melhor é a qualidade do chá. Analise se as folhas estão quebradas ou inteiras. “Mas como ver as folhas dentro de um saquinho de chá?” Melhor não comprar o que você não pode ver, fica a dica.  Quando você compra um chá a granel, você pode analisar muito melhor. Sem falar que a qualidade dos chás a granel é imensamente melhor que a dos chás de saquinho.

Muitos fatores influenciam na qualidade do chá, desde PH da terra, altitude, temperatura, métodos de plantio e de colheita. Além desses fatores, a principal diferença entre os chás de saquinho e os chás a granel é o método de fabricação. Para a produção de chás a granel, é utilizado o método ortodoxo. Em meio ao longo processo de produção de chás, as folhas são enroladas ou achatadas – tanto para dar formato quanto para extrair ao máximo o sabor das folhas. O chá de saquinho é produzido de forma muito mais simples e rápida (o que é excelente para as grandes empresas de chá), o método CTC (cut, tear, curl): as folhas são cortadas, despedaçadas e enroladas (leia mais aqui). Nesse processo, perde-se muito sabor, aroma e qualidade.

Para ficar mais claro, observe a foto abaixo. Os dois potinhos possuem folhas de chá do Ceilão. O chá de baixo foi preparado com o método CTC (utilizado em chás de saquinho), e o chá de cima, com o método ortodoxo (chás a granel).

Algumas marcas importadas oferecem chás de saquinho de melhor qualidade. São aqueles saquinhos piramidais, em que você pode ver as folhinhas de chá dentro, inteiras – e não trituradas.

chas-degustacao-ceilao-metodo-ctc-dani-lieuthier-ickfd

Depois de observar as folhas, sinta o aroma para identificar a qualidade do chá. Flor plantada no jardim, ou recém-colhida com carinho é cheia de aroma e vida. Já uma flor velha e murcha quase não tem cheiro. Quanto mais fresco o chá está, mais aroma ele tem.

Muitas lojas e casas de chá possuem um potinho de amostra de chá, para que os clientes possam ver as folhas e sentir o aroma. É sempre bom sacudir um pouquinho o pote, para que o aroma seja liberado. Uma dica muito boa é começar a treinar o olfato para distinguir aroma natural de aroma sintético. Muitas marcas utilizam aromatizante. O aromatizante, além de ser um produto químico, não traz nenhum benefício. Já um chá puro ou um blend produzido com ervas, flores e frutas desidratadas possui aromas naturais e verdadeiros, e tem muitas propriedades benéficas para a saúde.

Deguste o chá para saber se o sabor corresponde ao aroma. Quanto mais fresco for o chá, mais sabor e aroma ele tem. Na Ásia e em algumas lojas de chá da Europa, os chás são separados não apenas por tipo ou nome, mas também por estação do ano em que são colhidos: Primavera, Verão e Outono. Cada estação do ano proporciona ao chá um sabor característico.

Durante os meses em que estive na China, descobri que os chineses não bebem chá velho. Velho, pra eles, é chá do ano passado. Ok, é fácil sempre tomar chá fresco, da última estação, em um dos países com maior e melhor produção de chás do mundo. Agora, pense na sua prateleira com aquela coleção de chás que você guarda há cinco anos. Realmente, a maioria deles já perdeu muito do seu sabor e aroma.

Degustar chás pode ser sempre surpreendente pois a sensação percebida pelo olfato é diferente da sensação do paladar. Vou dar um exemplo explicando a degustação de um dos meus blends da Caminho do Chá http://caminhodocha.com.br/, minha marca de blends artesanais e casa de chás em Curitiba. O Kingston é preparado com chá escuro da tribo lahu (que visitei na Tailândia), chá escuro da China, bananas e pimenta jamaica. No aroma das folhas secas, você sente predominantemente as bananas. O olfato fica levemente eriçado com o aroma da pimenta. Já no aroma do licor do chá, você sente aroma de terra e de bananas, que combina muito bem.

kingston-cha-pu-erh-banana-pimenta-jamaica-dani-lieuthier-ickfd

Na degustação, a característica de cada ingrediente é percebida de maneira distinta. No primeiro momento, o sabor do chá escuro é muito mais predominante e forte que o sabor das bananas. O chá escuro, que é fermentado, possui um caráter terra muito forte. Por alguns segundos, esse é o único sabor que você consegue sentir. De repente, o sabor do chá escuro passa para segundo plano, e as bananas aparecem. Fica no paladar aquele docinho de bala de banana (nossas frutas são compradas frescas e desidratadas pela nossa equipe), acompanhado pelo característico amargor do chá escuro. Alguns segundos depois, você pensa: “E a pimenta Jamaica, cadê?” Antes de conseguir procurar uma resposta, ela aparece, na sua garganta. Sim, porque as especiarias sempre aparecem na garganta. A brincadeira continua quando você faz a segunda infusão, que é mais doce e menos terra que a primeira. Degustar é viver! <3

A surpresa da degustação pode não ser tão agradável quando você bebe um produto aromatizado. Muitas vezes, o aroma é tão forte que, no paladar ele quase não tem gosto. Mas, no Ocidente, muita gente gosta de produtos com aromatizante. No Oriente, não ouse oferecer um chá aromatizado pra ninguém. Risos! Mas gosto não se discute. Só é importante levar em consideração que quando mais natural um produto é, melhor ele faz para a saúde. ☺

Para ajudar na escolha do seu chá ideal, também é muito importante identificar que tipo de chá você mais gosta. As opções são muitas e para todos os gostos e tipos de pessoas. Quem gosta de chás mais suaves vai ficar feliz com um chá branco, um chá verde ou ainda um oolong verde (não defumado). Quem gosta de chás mais fortes vai se encantar com oolongs defumados e chás pretos. Quem precisa de mais energia ou quem gosta de café vai se identificar com chás pretos puros e intensos, como um Assam, da Índia, ou com chás escuros, como o Pu-Erh. Quem quer relaxar ou equilibrar a saúde (pela causa, e não pelo sintoma), pode se deliciar com infusões de ervas, flores, frutas e raízes.

Todos os sentidos podem ser explorados para melhorar sua degustação. Nada como chegar em casa no final do dia, sentar no sofá ou na varanda, colocar uma boa música e tomar um chazinho gostoso. Só de sentir o aroma do chá e segurar a xícara de chá quentinha, já relaxamos. A cada gole, uma sensação de tranquilidade e paz.

Aguce seus sentidos e escolha sempre os melhores chás!

Aproveite seu momento do chá!

Beijos,

Oi, Chai!

Publicado em:

No último post, contei pra vocês um pouquinho sobre como usar chás em receitas. Para ler, clique aqui. Para usar chá em receitas, primeiro, você precisa conhecer e degustar muitos chás. Assim, vai ficar mais fácil entender qual chá combina com qual ingrediente. Por isso, vou apresentar alguns chás pra vocês aqui no ICKFD. Hoje, vou falar sobre o chai, o chá indiano mais queridinho do Brasil.

Vamos lá! O que é chai? Chai (pronuncia-se “tchai”), em sânscrito, significa chá. Seu nome completo é Masala Chai. “Masala” significa mistura, e “chai” significa chá. É literalmente uma mistura de especiarias preparada em infusão. Como base, são quatro ingredientes: gengibre, canela, cravo e cardamomo. Fora esses quatro, os masalas chai podem levar também outras especiarias, como anis estrelado e diferentes tipos de pimenta.

As especiarias são moídas no morteiro. Por isso, o tradicional Masala Chai é em pó. (Mas não é solúvel. Tem que coar depois de preparar!) Além das especiarias, o chai também leva chá preto. Tradicionalmente, a bebida era preparada apenas com especiarias. O chá preto foi inserido no masala chai (mistura) dos indianos pelos ingleses! E, pela nossa cultura ocidental, muitas marcas desse lado do mundo agregam também outros ingredientes/sabores, que podem variar desde frutas, até caramelo ou chocolate.

E como preparo o meu chai? Bom, a proporção é a seguinte: 1 colher de chá de chai para fazer uma xícara de chá. Mas o chai não é preparado em infusão em água como os outros chás (chá preto, chá verde etc). Tradicionalmente, o chai é preparado com leite e água. A proporção pode variar entre 1/3 a 1/2 de leite, e o restante de água. Eu sempre preparo meu chai com 100ml de água e 100ml de leite. Mas, se você quiser, pode preparar ele só com leite também. It’s up to you!

chai-dani-caminho-doc-cha

O correto é levar as especiarias a fervor e depois adicionar o chá preto e deixar em infusão. Mas, como todos os chais que encontramos à venda já vem com o chá preto misturado às especiarias, não é ideal ferver o Masala Chai com o líquido, porque seu chá pode ficar amargo. Lembrando que chá tem taninos e, por isso, se a água estiver muito quente, ou se o tempo de infusão for muito longo, seu chá vai ficar amargo. Por isso, ferva sua mistura de água e leite sem o chai, depois adicione o chai e deixe a infusão por aproximadamente 5 minutos. Então, coe seu chai (porque ele é em pó, mas não é solúvel!) e delicie-se com ele!

Posso preparar meu chai em casa? Pode! Bora pra cozinha misturar especiarias! Se você quiser comprar seu chai pronto, a Caminho do Chá tem um ótimo! ☺ O da Twinnings também é gostosinho, mas só tem chá preto, gengibre e canela. Ah, e nada de comprar xarope de chai! É puro açúcar e não dá nem pra sentir a picância das especiarias. Sem falar que tudo o que é artificial não traz benefício nenhum, né? Um chai verdadeiro, com todas as especiarias, vai te dar tanto calor que dá até vontade de sair correndo de biquíni na neve. Believe me! É um jeito feliz de começar seu dia cheio de energia!

Aqui você confere uma receita de Cookies com Chai! Beijos, tchau e “tchai”! ☺

Como usar o chá em suas receitas

Publicado em:

Ele te faz companhia. Está sempre lá quando você chega em casa. Ele te esquenta quando faz frio. Te refresca quando faz calor. Te acalenta quando você está triste. Te acalma quando você fica nervosa. Te dá energia quando você precisa de pique. Te incentiva a se reunir com suas amigas. Te ajuda a refletir sobre a vida.

Meu Deus, quem é esse cara? Me apresenta! Pois não é um homem, é o chá! 😀 Aliás, todos eles. Todos juntos, em coleção, no armário da sua cozinha. O chá é o cara! Vai dizer que não? Tem chá e infusão pra tudo. E nos posts que vou escrever a partir de hoje para o ICKFD vou contar um pouquinho mais pra você sobre todo esse mundo do chá.

Passei nove meses viajando pelo mundo só para pesquisar sobre chás. França, Inglaterra, Turquia, Geórgia, Tailândia, China, Taiwan e Marrocos. Aprendi muito, com 12 mestres de chá, de todos esses países. Trabalhei em três plantações de chá e visitei mais de quarenta. Entre um post e outro, você pode ler mais sobre minha viagem e sobre chá no blog da minha casa de chás Caminho do Chá, que já está quase pronta pra abrir! Enfim, aprendi muito, muito, muito sobre chás e agora vou compartilhar essas histórias e informações por aqui.

Esse é o blend Graciosa, desenvolvido artesanalmente pela Caminho do Chá. O blend leva camomila, capim-limão, melissa e tangerina:

blend graciosa caminhodocha

Chá quente. Chá frio. Infusões mil. Receitas com chá. Drinks com chá. Harmonização de comidas com chá. História do chá. Cultura do chá. Vamos falar sobre esses e outros temas por aqui. Tudo isso pra você entender porque o chá merece ganhar mais espaço na sua cozinha e na sua vida. <3

Esse é o blend I <3 NY. Tem maçãs verdes e vermelhas – compradas frescas e desidratadas artesanalmente -, cravo, canela e anis-estrelado:

blend iloveny caminhodocha

Sabe aqueles dias em que você chega em casa faminta, abre o armário e não tem nenhum chocolatinho, bolacha ou biscoito? Só tem farinha e açúcar. A geladeira sem nenhuma fruta. Só uma manteiga lá no fundo, que ficou sozinha porque até o pão acabou. Espera! Todo mundo que se aventura na cozinha sabe que com farinha, açúcar e manteiga, podemos fazer uma infinidade de doces, não é mesmo? É! Mas doce do que se não tem mais nada na geladeira? Doce de vento? E aí? E aíiiii, que, se você tiver um chazinho na sua prateleira, você está salva!

chas secos e molhados

Quem se aventura também a fazer preparações salgadas sabe que é muito melhor usar um caldo do que água pura e sem gosto. Pois, então, no caso de nós, doceiros e doceiras, podemos usar chás ao invés de água para dar um up qualquer receita. Também podemos saborizar leite e dar muito mais sabor e alegria à vida! <3

Então, vamos lá. Como posso colocar chás e outras infusões em minha receita? Essas são as três principais formas de fazer uma preparação com chá:

  1. Chá a granel em infusão em água ou leite
  2. Chá em Pó
  3. Folhas frescas de chá

1. CHÁ A GRANEL EM INFUSÃO

No caso de infusão em água, aconselho usar o dobro da quantidade de chá do que o recomendado para a preparação normal do seu chá. Antes que me perguntem qual é o tempo, a quantidade e a temperatura de água para praparar seu chá a granel, aqui vem a resposta: depende! Cada chá é diferente do outro, eles têm personalidade, acredite! Você provavelmente vai encontrar na embalagem do seu chá todas as informações necessárias para seu preparo. Lembrando que, no caso dos chás (branco, amarelo, verde, oolong, preto e escuro/pu-erh) sempre devemos fazer infusão cuidando com a temperatura. Nunca, jamais, vamos ferver esses chás. Eles possuem taninos, que são os responsáveis por deixar seu chá amargo caso você use a água muito quente ou deixe a infusão por muito tempo. No caso de outras infusões com frutas, ervas aromáticas e flores como o hibisco, você pode, sim ferver. Mas preste atenção ao modo e tempo de preparo de cada um deles.

Você também pode fazer a infusão no leite, para que fique saborizado. Leve o leite ao fervor e só depois coloque o chá. Minha pequena grande dica é: deixe o recipiente tampado e deixe a infusão por pelo menos o dobro do tempo do recomendado para infusão em água. O leite demora muito mais tempo para absorver o sabor do chá. Até porque o leite tem gosto e a água não! 😛

2. CHÁ EM PÓ

No caso do matcha (chá verde japonês em pó) e do masala chai (chá preto indiano com especiarias, em pó), você pode colocar o pó diretamente com os outros ingredientes secos da sua receita. Cuidado com os dois, pois são super fortes! O matcha em cor, sabor e intensidade. O chai porque é super spicy. Nos próximos posts, vou ensinar como usar cada um deles. Também podemos usar outras infusões em pó, como o meu querido hibisco! Você compra ele inteirinho e tritura em seu processador. Você também pode usar o pó dos chás de saquinho para cozinhar. Ou mesmo processar seu chá a granel para fazer pó. Mas me dá dó triturar o chá a granel. Por isso, prefiro trabalhar com ele em infusões.

Esses são deliciosos cookies com chai. Na preparação, misturei o chai, em pó, com a farinha e o fermento. A receita vai sair aqui no ICKFD, muito em breve! 😉

cookies-masala-chai-ickfd-tabua horizontal

 3. FOLHAS FRESCAS DE CHÁ

Falar em usar folhas de chá frescas é uma doce e linda ilusão para nós, brasileiros. #chatiada Mas, na Ásia, é muito comum encontrar preparações com folhas frescas. Aiiii, que delícia! Na Tailândia, comi uma salada de folhas verdes de chá oolong com tomates e atum! Também provei um peixe recheado com chá. O chá, além de deixar o peixe muito mais macio – provei uma parte com chá e uma parte sem chá e a diferença era enorme –, também absorve todo aquele arominha indesejado do peixe. Será a solução dos nossos problemas?

É isso! Agora, já pra cozinha fazer testes com chá! Espero vocês no próximo post com mais novidades, receitas e curiosidades sobre o mundo dos chás. Beijos e muito chá pra vocês! <3