Vídeos e Receitas de Sobremesas | I COULD KILL FOR DESSERT

Siga o ICKFD nas redes sociais

Padarias na Europa que você precisa conhecer

Publicado em:

inslee-ilustracao-aquarela-ickfdFonte: Inslee

Por mais que muita gente associe aquelas vitrines lindas com docinhos enfeitados a Paris, há muitos outros lugares da Europa que também têm seus doces típicos dispostos de um jeito lindo ao longo de suas padarias. Aliás, confeitaria é com certeza um dos pontos fortes do velho continente: dos pastéis de nata em Lisboa à Sachertorte de Viena, há muita coisa a ser explorada. Vamos, então, ao crème de la crème das padarias na Europa!

Du Pain et Des Idées, em Paris

Por mais que seja difícil escolher uma entre tantas opções de boulangeries em Paris, a Du Pain et Des Idées é uma ótima representante para a capital francesa por ter um dos melhores croissants da cidade!

croissant-du-pain-et-des-idees-padarias-europa-ickfd-thewallstreetjournalFonte: The Wall Street Journal

Pasticceria Marchesi, em Milão

Criada em 1824, a Pasticceria Marchesi é uma boa pedida para quem não fica sem bons chocolates e outros produtos artesanais. Seus brioches são simplesmente deliciosos!

Pasticceria_Marchesi_foto_Agostino_Osio-padarias-europa-ickfdFonte: Agostino Osio/Klat Magazine

Pastéis de Belém, em Lisboa

Quem planeja uma viagem a Lisboa, já deve saber que passar na tradicional confeitaria dos Pastéis de Belém é um item indispensável de qualquer roteiro. Os pastéis de nata são os doces mais característicos da culinária portuguesa e podem ser encontrados em vários lugares ao redor do mundo, mas nada como provar a receita original na confeitaria que é famosa justamente por produzir essas delícias…

comidas-de-rua-doces-europa-pastel-nata-ickfdFonte: Tudo Receitas

Demel, em Viena

Se Viena é famosa por seus cafés elegantes, a Demel é um endereço mais do que recomendado para quem está atrás de doces. Você pode encontrar várias maravilhas da confeitaria local por ali! As tortas de chocolate são um dos seus destaques. Se estiver viajando a Viena no inverno, não perca a chance de tomar o melhor chocolate quente da cidade na Demel!

demel-padaria-europa-jetsetroam-ickfdFonte: Jet Set Roam

Konditori La Glace, em Copenhagen

Dizem que a Conditori La Glace é a padaria mais antiga de Copenhagen. Então você pode imaginar que eles mantêm cada receita como uma obra de arte para simbolizar toda essa tradição. O destaque aqui fica por conta das tortas!

konditori-de-la-glace-lifehacklane-padarias-europa-ickfdFonte: Lifehacklane

Conditorei Schober, em Zurique

Lugarzinho muito popular em Zurique, a Conditorei Schober é uma mistura de café e padaria. No tempo do frio, nada como parar por lá para alguns doces e chocolate quente…

conditorei-zurique-padaria-europa-ickfdFonte: Eat, Explore, Enjoy

Café Savoy, em Praga

Praga é cheia de cafés onde as pessoas se escondem do frio. Se quiser fazer isso também, nada melhor do que ir até o Café Savoy e provar a torta que leva o nome da casa!

cafe-savoy-praga-padarias-europa-ickfdFonte: Prague.eu

St John Doughnuts, em Londres

Como uma gigantesca metrópole, Londres tem uma quantidade enorme de padarias por todos os lados. A St. Johns Doughnuts é uma ótima alternativa para quem está em busca de doces. Vale a pena conhecê-la pelos seus donuts dos mais variados sabores!

st-johns-bakery-doughnuts-threeteaspoons-padarias-europa-ickfdFonte: Three Teaspoons

Casa Mathilde e a tradição portuguesa

Publicado em:

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-doces-casa-mathilde-ickfd

Olá, amores!

Aqui é a Lelê Gianetti do blog It Yourself com mais um post para o ICKFD. Hoje darei uma dica imperdível para quem ama doces portugueses.

Estou falando de um lugar delicioso, tradicional e super fofo: a Casa Mathilde.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-site-giuliana-maia-entrada-da-docaria-ickfdFonte: Giuliana Maia

A casa é uma doceria típica que foi fundada em 1850 em Portugal e já ganhou o prêmio de melhor doceria de São Paulo 3 vezes.

Recentemente, inaugurou uma nova unidade no bairro de Moema, na zona sul da capital paulista (sendo que a primeira é no Centro), e fui lá conferir.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-site-s3-media3-fl-yelpcdn-infra-estrutura-icasa-mathilde-ickfdFonte: Yelp

O ambiente é amplo, super clean e possui uma decoração muito fofa que mistura elementos modernos com outros mais rústicos, e claro, com os tradicionais azulejos portugueses.

O sistema de serviço do estabelecimento é variado. O cliente pode escolher o que quiser no balcão (todas as opções do cardápio ficam expostas ali) ou sentar nas mesas, verificar o menu e fazer o pedido.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-lele-gianetti-logo-casamathilde-entrada-ickfd

Apesar de ser uma doceria, a loja oferece diversas opções de salgados tradicionais, sanduíches e pães diversos.

Já entre os açúcarados, temos bolos, bolos secos, biscoitos, sorvetes e os conventuais (clássicos), além de várias bebidas quentes e frias e refrescos naturais.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-alma-paulista-doces-ickfdFonte: Alma Paulista

Conheci a unidade de Moema em um domingo à tarde, acabei optando por sentar e fazer o pedido na mesa, visto que, o balcão estava suuuuper cheio!

Para começar, antes de comer, pedi um Chocolate Quente (R$ 8).

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-lele-gianetti-chocolate-quente-casa-mathilde-ickfd

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-foto-lele-gianetti-lele-na-casa-mathilde-docaria-portuguesa-33

Ele é servido numa xícara muito bonitinha, bem a cara daqueles azulejos portugueses que eu mencionei, sabe? Aliás, todos os pratinhos também seguem a mesma identidade visual.

O chocolate deles vem bem quentinho, é delicioso e combina perfeitamente com os doces.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-chocolate-quente-e-pastelzinho-2-casa-mathilde-47-ickfd

E já que falei dos doces, o primeiro que pedi foi o Pastel de Nata (R$ 7,80), que trata-se do tradicional Pastel de Belém.

Aqui, estamos falando de um verdadeiro ícone da culinária portuguesa, talvez o maior clássico da confeitaria deles.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-pastelzinho-4-ickfd

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-pastelzinho-de-belem-ickfd

O Pastel de Nata do local é incrível, certamente o melhor que eu já comi na vida! A massa é perfeita e o recheio então… #yummy

Depois dessa maravilha, o meu próximo pedido foi a Queijada da Mathilde  (R$ 8,50).

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-pastelzinho-3-ickfd

Este doce é mais uma tradição portuguesa e leva amêndoas na receita.

A Queijada é muito boa, mas já não impressionou tanto quanto o Pastel de Nata!

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-pastelzinho-de-nata-ickfd

Por último, resolvi provar o Mimo de Pena (R$ 8,30), que é uma espécie de quindim.

A base desta sobremesa é feita de coco, creme de ovo e também uma cerejinha.

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-foto-lele-gianetti-casa-mathilde-docaria-portuguesa-moema-1-1

Gente, esse docinho também é muito bom e é muito parecido com quindim, que eu amo, mas o deles é muito suave. Nota-se que sabem muito bem como fazer doces com ovos!

Enfim, simplesmente ameeeei conhecer a Casa Mathilde e, com certeza, foi apenas a primeira de muitas visitas que farei lá. Isto pois, o cardápio deles é super extenso e pretendo provar tudo! #lelegordinha

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-lele-gianetti-quindim-38

casa-mathilde-e-a-tradicao-portuguesa-pastelzinho-de-belem-e-chocolate-quente-ickfd

A unidade que fui conhecer fica localizada na Av. Ibirapuera, 2082 em Moema e  suuuuuper recomendo para todo mundo que, assim como eu, é apaixonado por doces!

Boas gordices para todos nós, o pá! hihihi

Beijinhos,

Lelê Gianetti

Chocolataria Equador – Lisboa

Publicado em:

equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-1

A segunda vez que vim para Lisboa como turista, cheguei num dia frio e chuvoso. Era época de Natal e fui recebida na casa do meu marido (ele já morava aqui e ainda não era marido) com flores e chocolates deliciosos. Foi então que eu conheci as delícias da Equador Chocolataria!

Ao caminhar por uma das ruas mais importantes do centro histórico de Lisboa, de repente você passa por uma porta muito cheirosa… Sim, já começamos a sentir o cheiro de chocolate antes mesmo de entrar na loja. E o cheiro é delicioso!

Logo na entrada, nos deparamos com uma mesa cheia de barras de 180g, em sabores variados: ao leite, branco, 50% a 70% cacau, com recheio ou puros, com amêndoas, com frutas secas… E as embalagens: um charme à parte!

equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-2equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-3

Do outro lado, uma prateleira com versões de barras menores, pirulitos de chocolate e outros mimos para presentear. E, por aqui, o destaque é o chocolate amargo com recheio de vinho do porto – um ótimo souvenir de Portugal.

equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-4equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-5Fotos: Flávia Guimarães (@flasg)

No balcão, há bombons recheados com decoração delicada. Estes são ideais para comer na loja, acompanhando um café ou então para presentear com uma seleção que é colocada numa linda caixa. Os sabores: café, caramelo, cereja, maracujá, limão, baunilha, framboesa e outros.

equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-6

Há também a opção de comprar a quilo. São lascas em formato rústico de chocolate puro, com flor de sal, com nozes, amêndoas, e demais combinações.

equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-7

O ambiente é bonito, bem decorado e no fundo da loja tem um espaço para beber um café comendo um chocolate ou até a opção perfeita para os dias mais frios: chocolate quente!

equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-8equador-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-9

E atenção: tem loja em Lisboa e Porto, por isso há mais chances de experimentar! 😉

CHOCOLATARIA EQUADOR:
LISBOA | Rua da Misericórdia, 72 – Todos os dias, das 11h às 20h;
PORTO | Rua Sá da Bandeira, 637 – De segunda a sábado, das 11h às 19h30.
www.chocolatariaequador.com  | www.facebook.com/Chocolataria.Equador

Comidas de rua das capitais da Europa

Publicado em:

Quando fazemos uma viagem pela Europa, é comum visitarmos muitos países em um espaço curto de tempo. Por isso, na maioria das vezes damos prioridade a conhecer suas capitais! Passamos muito tempo na rua explorando essas grandes cidades e, se você reparar bem, quase todas elas têm uma coisa em comum: a presença de barracas ou quiosques vendendo alguma comida bem característica do lugar.

Em geral, são doces típicos do país. Acabam sendo opções bem mais baratas do que o comércio tradicional e trazem uma forma bem autêntica de saborear o destino. Com certeza, tornam a experiência de viagem mais especial! Separamos alguns destinos e seus quitutes tradicionais para te ajudar a ir direto ao ponto quando você viajar. Aproveite!

Gelato em Roma

Não existe um doce mais característico da Itália do que o gelato! Para aproveitar bem o verão europeu enquanto explora as ruelas de Roma sob altas temperaturas, não tem nada melhor. As gelaterias romanas têm uma variedade incrível de sabores. Nada como a qualidade da versão artesanal e cremosa do produto no seu país de origem!

Clique aqui para conferir um roteiro de gelatos pela Itália – você vai se tornar um especialista no assunto ;D

gelato-latartinegourmande-ickfd-italiaFonte: La tartine gourmande

Crepe em Paris

O que não falta em Paris são quiosques de crepe. O doce é uma das maiores tradições da cozinha popular da França! Nada como comprar um crepe e comer olhando para a Torre Eiffel ou sentada na beirada do Sena. Há muitas opções de recheios, mas a versão com Nutella com certeza é uma das melhores.

Crepecomidas-de-rua-doces-europa-ickfdFonte: Wikimedia Commons

Waffle em Bruxelas

Nada mais típico da Bélgica do que waffle. Ele é um clássico da gastronomia do país e um dos doces mais encontrados pelas ruas das cidades belgas. Normalmente, são polvilhados com açúcar, canela ou acompanhados com chantilly, chocolate ou frutas.

Receita tradicional do waffle de Liège

Receita de waffle churros

Receita de waffle sem glúten/lactose

receita-como-fazer-waffle-belga-paulo-cuenca-dani-noce-ickfd-2Foto: Paulo Cuenca/ICKFD

Pastel de nata em Lisboa

Não é à toa que os pastéis de nata vêm fazendo tanto sucesso aqui no Brasil nos últimos tempos. Ele é o doce mais popular de Portugal, além de ser uma delícia. Você encontra pastéis de nata a cada esquina em qualquer padaria da cidade, mas não pode perder a chance de provar os originais, chamados de Pastéis de Belém. São servidos quentinhos polvilhados com açúcar e canela em pó. Se quiser conferir um lugar imperdível para degustar os quitutes, clique aqui.

comidas-de-rua-doces-europa-pastel-nata-ickfd

Fonte: Wikimedia Commons

Pretzels em Berlim

O pretzel já é um doce que também marca presença em território brasileiro. Ele é uma massa assada em formato de nó que pode ser coberta com açúcar, canela, chocolate, nozes, etc. Na Alemanha, porém, o mais comum é a versão salgada. Ele é mais conhecido como brezel nas terras germânicas. Dizem que os melhores estão na Baviera,  mas com certeza você também encontra bons pretzels na capital alemã.

Receita de pretzel

Receita de pretzel vegano

Pretzelcomidas-de-rua-doces-europa-ickfd

Fonte: Wikimedia Commons

Trdelník em Praga

O que você mais encontra nas praças e mercados de rua de Praga são barraquinhas de trdelník. O doce é um tubo anelado feito com uma massa que lembra o Pretzel que temos aqui no Brasil. Pode ser recheado com Nutella, chocolate, caramelo, coco, geleia ou outras opções.

comidas-de-rua-doces-europa-trdelnik-ickfd

Fonte: Wikimedia Commons

Kanelbullar em Estocolmo

O Kanelbullar (ou bolo de canela) é um pão tradicional da Suécia que pode ser facilmente encontrado em qualquer padaria de Estocolmo. É um item bem comum para o café da manhã no país e é feito com uma massa fininha com canela.

Kanelbullarcomidas-de-rua-doces-europa-ickfd

Fonte: Mike Bohle @ Flickr

7 doces portugueses além do pastel de nata

Publicado em:

doces-portugueses-mariandthecity-ickfd

Pastel de Nata, Toucinho do Céu, Bola de Berlim… A confeitaria portuguesa é muito vasta e uma característica inconfundível é a presença de gemas de ovos e muito açúcar na maioria dos seus doces. Diz a lenda que alguns dos mais tradicionais doces portugueses são também chamados de doces conventuais porque foram inventados pelas freiras. Na época, elas usavam as claras dos ovos para engomar seus hábitos e, a um certo ponto, resolveram misturar as gemas que sobravam com açúcar.

Assim, foram surgindo as guloseimas portuguesas nos conventos e em outros ambientes religiosos. Justamente por conta disso, muitas das suas invenções receberam nomes de santos e anjos. Embora o mais conhecido deles seja mesmo o pastel de nata, há uma série de outras delícias de Portugal que você com certeza precisa provar (se não tiver feito isso ainda!).

BOLA DE BERLIM

O doce que os portugueses chamam de Bola de Berlim em Portugal é conhecido como sonho aqui no Brasil. Ele foi inspirado em um doce típico alemão chamado Berliner e chegou a Portugal pelas mãos de famílias judaicas que conseguiram escapar da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. A grande diferença é que o alemão Berliner normalmente usa frutas vermelhas e a sua versão portuguesa usa creme pasteleiro português à base de ovos. No Brasil, o sonho é recheado com creme de confeiteiro, nata ou doce de leite. Clique aqui para conferir uma receita infalível!

receita-como-fazer-sonho-padaria-bola-berlim-ickfd-4Fonte: I Could Kill For Dessert

PASTEL DE SANTA CLARA

O pastel de Santa Clara teve origem no convento de mesmo nome e é um dos mais conhecidos doces conventuais portugueses. Dizem que, em tempos de crise econômica, as freiras começaram a vendê-lo aos estudantes da Universidade de Coimbra. A partir daí, o pastel de Santa Clara começou a se popularizar.

doces-portugueses-pastel-santa-clara-restaurantealfaia-ickfdFonte: Restaurante Alfaia

TOUCINHO DO CÉU

O toucinho do céu é uma espécie de bolo feito com açúcar e gemas de ovos aos quais se adicionam amêndoas moídas. É um doce feito em todo o país, mas tem uma série de diferenças de região para região.

doces-portugueses-toucinho-ceu-elisacorrea-ickfdFoto: Elisa Correa – Editora Globo

OVOS MOLES DE AVEIRO

Esse doce é bem tradicional e teve sua origem na cidade de Aveiro.  É uma massa composta por gema de ovo, açúcar e água dentro de uma película que parece uma hóstia.

doces-portugueses-ovos-moles-aveiro-confeitariapeixinho-ickfd2doces-portugueses-ovos-moles-aveiro-confeitariapeixinho-ickfdFonte: Confeitaria Peixinho

BRISA DO LIZ

A Brisa do Liz parece o quindim brasileiro, mas é só a aparência mesmo. Na verdade,  ele é um doce de ovos misturado com amêndoas.

doces-portugueses-brisas-do-lis-fleischmann-ickfdFonte: Fleischmann

SALAME DE CHOCOLATE

Esse doce tem um certo destaque entre os demais pela presença do chocolate como um de seus ingredientes, uma raridade na confeitaria portuguesa. Ele é feito com chocolate, bolachas, manteiga, ovos e vinho do porto em formato cilíndrico para lembrar um salame de carne.

doces-portugueses-salame-chocolate-yemekliz-ickfdFonte: Yemekliz

TRAVESSEIRO DE SINTRA

É um clássico que não pode ficar de fora do roteiro gastronômico de quem vai a Sintra. O travesseiro de Sintra é feito com uma massa folhada coberta com açúcar e recheada com creme de ovos e amêndoa.

doces-portugueses-travesseiro-sintra-thebook-ickfdfonte: The Book

***

Depois de conhecer um pouco mais sobre estes docinhos típicos, tem certeza de que vai ficar só no pastel de nata?

Oh!Brigadeiro – Portugal

Publicado em:

ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-6

Vou fazer uma confissão que pode soar estranha: nunca fui muito fã de brigadeiro. Sim, é verdade! Nas festinhas infantis sempre comi muitos salgadinhos, algum outro docinho e nem ligava para os brigadeirinhos disputados por todas as outras crianças (e adultos).

Com o passar dos anos (ah, os hormônios!) passei a gostar mais de doces em geral (não sei se isso é bom ou ruim) e a popularidade dos “brigadeiros gourmet” fez com que eu desse uma chance para os tão desejados docinhos. E não é que passei a gostar de alguns deles, principalmente com que têm pistache, amêndoa e afins? Detalhe para os de Nutella e os brancos!

ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-2

Uma curiosidade sobre os portugueses é o interesse pela cultura brasileira. Além de existir muitos imigrantes brasileiros por aqui, há também forte influência de novelas, blogs e canais do YouTube. Sendo assim, por que não existir uma loja de brigadeiros por aqui?

ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-1ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-4

Entre os milhares de lugares para adoçar meus dias em Lisboa, tem um que ganhou meu coração na primeira visita. Abriu há menos de 1 ano e já faz o maior sucesso: Oh!Brigadeiro, um cantinho fofo e cheio de detalhes. Apenas um balcão, a cozinha aberta, banquinhos e uma esplanada com mesinhas. Pode comer por lá mesmo ou levar para casa.

A dona é portuguesa, mas quem faz todas as delícias servidas ali é a Carol, uma brasileira super simpática, que também atende com um sorriso largo no rosto.

ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-5ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-8ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-7

São mais de 30 sabores, entre eles os tradicionais (ao leite, branco, amargo…), de frutas (coco, morango, maracujá…), especiarias (canela, pimenta rosa, gengibre…), crocantes (avelã, pistache, amêndoa…), alcóolicos (café, cachaça…), recheados e outros. Eu geralmente peço o menu brigadeiro + café.

ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-9

E além dos “enroladinhos” também é possível comer brigadeiro de colher, cookie de chocolate e bolo trufado. Tudo fresquinho, feito no mesmo dia.

ohbrigadeiro-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-10
OH!BRIGADEIRO:
Rua Rodrigues Faria, 103 – Lx Factory (um complexo de antigos barracões de fábricas que foi revitalizado para lojas, restaurantes e escritórios. Vale um post exclusivo sobre este local!).

Horário de atendimento: terça, quarta e domingo, das 12h às 18h; quinta, sexta e sábado, das 12h às 19h.

Betina & Niccolò CORALLO – Chocolate & Café

Publicado em:

corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd1

Tem melhor combinação que chocolate e café?
Em Lisboa é possível encontrar um lugar perfeito para se deliciar com essa combinação de qualidade!

corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd2corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd3

Esta pequena lojinha de chocolates artesanais e cafés especiais é resultado da história de mais de 40 anos de experiência na produção de café e cacau de Claudio Corallo.

corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd4

Já experimentei muitos chocolates com porcentagem alta de cacau, mas foi neste lugar que comi os mais saborosos deles. Todos acima de 70% cacau, com imensas derivações deles, desde o 100% cacau, os com avelã, gengibre, laranja, cereja… E o incrível 75% com caramelo e flor de sal.

corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd5corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd6corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd7corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd8

Algo que ainda não comi, mas dizem ser uma delícia é o brownie, e é claro que já pensei nele acompanhado de um delicioso cafezinho. Hummm…
Entre as delícias do menu também estão o chocolate quente super cremoso (claro!) e o sorvete, que posso garantir que é o sorvete de chocolate mais diferente e delicioso que existe!

corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd-9

Depois de ser atendido(a) pela simpática família Corallo, com certeza sairá de lá sem se lembrar de contar calorias. 😉

corallo-roteiro-gastronomico-portugal-flavia-guimaraes-ickfd10

BETTINA & NICCOLÒ CORALLO:
Rua da Escola Politécnica, 4 – Príncipe Real
Horário de atendimento: De segunda a sábado, das 12h às 20h.
Página do Facebook 

Nannarella – Lisboa

Publicado em:

nannarella-gelados-portugueses-sorvete-roteiro-gastronomico-portugal-flaviaguimaraes-ickfd2

Nos dias de calor, nada melhor que um sorvetinho após o almoço ou ao final da tarde…

Um dos melhores lugares para se deliciar com um sorteve (ou gelado, como é chamado aqui em Portugal) é a Gelataria Nannarella.

Um casal de Roma, que vive em Lisboa, abriu uma “sorveteria-laboratório”, onde encontramos somente uma pequena porta, um balcão de atendimento e lá atrás a produção dos sorvetes, que é feita sob os olhos dos clientes. Quando passamos pelo endereço sempre vemos fila, o que comprova o sucesso dos sorvetes.

nannarella-gelados-portugueses-sorvete-roteiro-gastronomico-portugal-flaviaguimaraes-ickfd3

A técnica é italiana e os ingredientes todos portugueses. Além dos sabores mais tradicionais, como nata, morango e caramelo, diariamente são criadas experiências que resultam em novas e deliciosas combinações, como o sorvete de oreo. Feitos de forma artesanal, os produtos são 100% naturais, sem corantes nem conservantes.

nannarella-gelados-portugueses-sorvete-roteiro-gastronomico-portugal-flaviaguimaraes-ickfd4

Servidos com espátula, no copo ou cone (a.k.a. casquinha), são normalmente escolhidos dois sabores e ainda há opção de colocar nata batida no topo.

nannarella-gelados-portugueses-sorvete-roteiro-gastronomico-portugal-flaviaguimaraes-ickfd5nannarella-gelados-portugueses-sorvete-roteiro-gastronomico-portugal-flaviaguimaraes-ickfd6

Por ser num local tranquilo e nada turístico é possível sair com o sorvete e andar pelo bairro, sentar num jardim que fica logo ao lado ou na Praça das Flores (próximo dali).

nannarella-gelados-portugueses-sorvete-roteiro-gastronomico-portugal-flaviaguimaraes-ickfd7

Todos os sabores são deliciosos! Já experimentei vários de lá, mas como gosto dos mais básicos, posso dizer que o vanilla é o melhor que já comi na vida! 🙂

Se você também ama sorvete, como eu, não deixe de passar por lá :p

Nannarella:
Rua Nova da Piedade, 68 – São Bento
Horário de atendimento: Todos os dias, das 12h às 22h.

Pois, Café – Lisboa

Publicado em:

Que a expressão “pois” é muito usada pelos portugueses não é nenhuma novidade! E foi por achar graça nisto que as proprietárias austríacas batizaram o café que abriram, nas instalações de um antigo armazém de especiarias, de Pois, Café.

O café tem grandes arcos de pedra, e apesar de ser amplo é um ambiente super aconchegante, com um toque de antiguidade e cheio de detalhezinhos.

pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd2pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd

Fica localizado numa zona bem turística, logo atrás da Igreja de Santa Maria Maior, mais conhecida como Sé de Lisboa – é aquela Igreja linda que encontramos nos cartões postais e guias turísticos. Por isso não tem como não dar uma passadinha pelo café para dar aquela relaxada durante as longas caminhadas pelas ladeiras entre a Sé e Alfama (bairros obrigatórios).

O Pois, Café serve brunch, menus para almoço, lanches, cocktéis e doces.
Quem me apresentou o lugar foi uma amiga portuguesa e quando fomos lá, no final da tarde, pedimos uma fatia de bolo para cada uma, ela um chá e eu um capuccino.

pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd4pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd5

Um pedido tão simples, mas que ganhou meu coração pela apresentação, sabor e simpatia de quem nos atendeu.
Comemos, conversamos e nem vimos o tempo passar, de tão gostoso que é ficar por ali: sofás, poltronas, almofadas e luz fraca.

Há também quem vá para ler…. e esse foi um dos detalhes que mais me chamou atenção!

pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd6

O café é cheio de livros, revistas e jornais, disponíveis para leitura no local ou então para praticar o “book cross”, que é quando você leva um livro que já leu ou DVD de filme que já assistiu e troca por um que ainda não conhece. Não é legal?

pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd3pois-cafe-flavia-guimaraes-lisboa-ickfd7

Pois, eu indico!

E já quero ir novamente para experimentar outras delícias!

http://www.poiscafe.com
Segunda-feira das 13:00 às 23:00h; de Terça-feira a Domingo das 11:00 às 23:00h

Landeau Chocolates – Lisboa

Publicado em:

Um doce muito comum entre os lisboetas é o bolo de chocolate…. mas é mesmo diferente da “nega maluca” que estamos acostumados no Brasil. Por aqui, o bolo de chocolate geralmente é mais cremoso, quase mousse.

E um lugar que vale muito a pena conhecer é a Landeau Chocolates.

landeau-chocolates-roteiros-gastronomicos-lisboa-flavia-guimaraes-ickfdlandeau-chocolates-roteiros-gastronomicos-lisboa-flavia-guimaraes-ickfd2

De família francesa, a portuguesa Sofia Landeau tem formação em Design e, enquanto estava em Londres fazendo mestrado, começou a trabalhar em restaurantes.

Havia um bolo que ela gostava muito de comer na infância, então resolveu modificar um pouco a receita com outra porcentagem de cacau, para ficar menos doce. E foi assim que ela começou a preparar o bolo de chocolate em casa e vender nos lugares em que trabalhava. Quando retornou para Lisboa, começou a vender o bolo em um café da cidade, até que um dia, um guia gastronômico mundialmente conhecido resolveu fazer um concurso para eleger “O Melhor Bolo de Chocolate de Lisboa” e o de Sofia ficou em primeiro lugar.

Depois do “boom” de procura, nasceu a Landeau Chocolates.

landeau-chocolates-roteiros-gastronomicos-lisboa-flavia-guimaraes-ickfd3

Hoje, em dois endereços, a empresa tem um produto único que é o campeão bolo de chocolate e, além disso, vendem bebidas como café, chás, chocolate quente, suco, água e refrigerante.

O bolo é vendido por pedaços ou por encomenda em 3 tamanhos diferentes.

landeau-chocolates-roteiros-gastronomicos-lisboa-flavia-guimaraes-ickfd4landeau-chocolates-roteiros-gastronomicos-lisboa-flavia-guimaraes-ickfd5

Não deixe de experimentar! :p

Atendimento: todos os dias das 12:00 às 19:00h.
Endereços:
– Chiado – Rua das Flores, 70
– Lx Factory – Rua Rodrigues Faria, 103
http://www.landeau.pt

P.S: Aqui no ICKFD a Dani já fez uma receita deliciosa de Bolo Mousse de Chocolate. Se você não estiver em Portugal, dá para se deliciar em casa 😉

Os fantásticos Pasteis de Nata da Manteigaria – Portugal

Publicado em:

Entre tantas delícias açucaradas que existem em Portugal, não há nada mais conhecido e saboreado como os Pastéis de Nata. Sim, de Nata!

Nós brasileiros (e talvez outras nacionalidades, não tenho certeza) costumamos chamar de Pastel de Belém. Então lá vai a primeira lição que todos precisam aprender: Pastel de Belém é o pastel de uma confeitaria tradicional de Lisboa, num bairro chamado Belém.

pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd

“Pois se queres Pastel de Belém, vá à Belém!” – frase que um amigo meu ouviu de um português antes de vir para cá pela primeira vez! 🙂
Esta confeitaria existe desde 1837, próxima do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém, assim como outros pontos de atração turística. E vale a pena conhecer, pois além de tradicional, fica num bairro lindo (principalmente em dias de sol) e existe praticamente um “mundo” lá dentro. É possível comprar os pastéis no balcão e comer na rua durante um passeio, ou sentar em um dos vários salões e também beber um café ou chá quentinho, além de experimentar os salgados. E é impressionante: lugar sempre cheio!

pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd2jpg

Mesmo com tradição e histórias para contar, eu confesso que este não é de lá o meu pastel de nata preferido. Há venda deste doce em qualquer confeitaria e padaria do país, mas depois de fazer uma pesquisa com várias pessoas, descobri que existe um lugar inaugurado em julho de 2014 que tem agradado muito tanto os portugueses quanto os turistas: Manteigaria – Fábrica de Pastéis de Nata. Fica perto da minha casa e faço questão de levar todas as pessoas até lá, porque vale a pena SIM!

pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd3

Miguel Rocha Vieira, chef português conhecido por sua participação no programa “Masterchef Portugal”, abriu uma das portas de um edifício histórico de um dos principais bairros de Lisboa. A receita traz ingredientes tradicionais e a fabricação pode ser observada por qualquer um que esteja no local.

pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd4pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd7pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd5

E por que o sucesso em tão pouco tempo? Na minha humilde opinião é a junção de vários fatores:
Localização – em frente à uma das principais praças da cidade;
Estão sempre fresquinhos! – a cada meia hora mais ou menos as pessoas ouvem o sino ao lado da porta, que avisa a saída de uma fornada quentinha e cheirosa. E isso faz A diferença;
Atendimento – pessoas jovens e muito simpáticas sempre;
Praticidade – não tem frescura, é entrar e experimentar ali no balcão mesmo, acompanhado de um café ou chá ou o que você quiser, ou sair comendo na rua ou pegar e levar para casa;
Preço – sim, ele é mais barato que vários outros lugares que não fazem pastéis tão gostosos;
Horário – fica aberto das 08:00h até 00:00h, todos os dias!
pastel-de-belem-manteigaria-portugal-flavia-guimaraes-ickfd6
E depois de experimentar todos os pasteis de nata que puder, deixe a tua opinião por aqui! 😉
Coloque um pouco de canela (que sempre está em cima do balcão) e bom apetite!
* MANTEIGARIA – FABRICA DOS PASTEIS DE NATA
Rua do Loreto, 02, Chiado